Atestado médico e odontológico dos servidores do Poder Executivo poderá ser enviado pelo Sigepe

0
53
Na próxima segunda-feira (21/09), o Ministério da Economia lança o Atestado Web no aplicativo SIGEPE para celulares. A funcionalidade do aplicativo vai permitir o envio do atestado de saúde de forma prática, ágil e sem deslocamento de servidores. Pelo próprio aplicativo será feita a análise do documento e o registro pelas Unidades SIASS.
 

Nesta primeira fase, as unidades de saúde do Ministério da Saúde em Brasília (DF), a Universidade de Brasília (UnB) e o Instituto Federal de São Paulo (IFSP), terão acesso à solução e atuarão como Unidades SIASS Pilotos. Juntos, representam mais de 21 mil servidores.

Segundo o Secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, Wagner Lenhart, “Automatizar o registro do atestado dará celeridade na entrega, pois eliminará o deslocamento do servidor em horário de trabalho ou de convalescença, também permitindo otimizar a força de trabalho nos órgãos e com isso gerar uma economia indireta à União de aproximadamente 27 milhões por ano.”

O servidor também poderá consultar todos os atestados enviados a partir desse aplicativo, bem como a evolução da situação até os registros nos Sistemas SIAPE e SIAPE SAUDE.

Com a inclusão de mais uma nova funcionalidade no Sigepe Mobile, o Ministério da Economia busca facilitar a interação e a troca de informações entre os servidores e os órgãos da administração pública.

Como funciona o Atestado Web

Para utilizar a ferramenta de forma segura, o aplicativo Sigepe Mobile deverá ser instalado ou atualizado somente a partir do link enviado aos participantes do projeto piloto.

Ao entrar no menu, deve-se clicar em “Minha Saúde” >> “Atestado”. De posse da foto do atestado de saúde, o servidor deverá preencher alguns dados, anexar a foto e fazer o envio do documento. A partir daí, o atestado será analisado e o servidor poderá acompanhar a análise pelo próprio aplicativo.

Economia

Com a implantação da nova tecnologia, a estimativa é de uma economia de R$ 27 milhões, considerando despesas de 2019. A previsão levou em consideração o valor médio do tempo que o servidor leva para se deslocar até uma unidade de saúde e apresentar o atestado médico dentro do seu horário de trabalho, que gira em torno de 1,5 hora e também o valor médio do tempo que o agente público leva para receber, digitalizar e cadastrar um atestado no sistema SIAPE.

Balanço de 2019

– 361.565 afastamentos para tratamento da própria saúde;

– 135.996 agentes públicos afastados para tratamento da própria saúde;

– 2,7 afastamentos por servidor afastado em média;

– 9,69 dias em média por afastamento.

Ministério da Economia 17/09/2020

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!