Eleições 2022: Senador pede instalação de CPI dos institutos de pesquisa

0
83

No Congresso Nacional, o senador Marcos do Val (Podemos-ES) alcançou as 27 assinaturas necessárias para o requerimento de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Institutos de Pesquisa. O parlamentar pretende entregar o requerimento para o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD) ainda hoje (6/10)

“Nós temos grandes questionamentos quanto a isso [levantamentos dos institutos]. Eu, na minha campanha, tinha 5,5% dos votos, enquanto na pesquisa o outro concorrente tinha 44%. Eu fui eleito e ele não. Uma diferença enorme e todos nós sabemos que isso influencia e muito na decisão do voto na urna”, argumentou.

Segundo o parlamentar, muitos brasileiros, para não “perder o voto”, seguem o que indicam as pesquisas. “Nós estamos escutando muito que essas pesquisas são entregues de acordo com o que o cliente deseja”, relatou. Ao todo, 29 assinaturas de senadores foram recolhidas. Chama atenção que figura, dentre elas, o nome da candidata pelo União Brasil à presidência da República, Soraya Thronicke.

O requerimento elaborado pelo senador pede que sejam investigados os critérios técnicos e científicos praticados pelas pesquisas; os impactos na formação do cenário político-eleitoral; a “possibilidade convincente”, de que algumas instituições tenham preferência por determinados candidatos e as variações dos dados apresentados pelos diferentes institutos.

“Temos para nós a urgência de uma investigação técnico-científica isenta, profunda e abrangente de todos os elementos incidentes nessas pesquisas, com ênfase nos elementos sociológicos, matemáticos, demográficos e também político-partidários envolvidos”, diz o texto.

Assinaram o requerimento os seguintes parlamentares:

1. Marcos do Val (Podemos-ES)
2. Mecias de Jesus (Republicanos-RR)
3. Eduardo Girão (Podemos-CE)
4. Telmário Mota (PROS-RR)
5. Marcos Rogério (PL-RO)
6. Carlos Portinho (PL-RJ)
7. Jorge Kajuru (Podemos-GO)
8. Plínio Valério (PSDB-AM)
9. Lucas Barreto (PSD-AP)
10. Eliane Nogueira (PP-PI)
11. Luiz Carlos do Carmo (PSC-GO)
12. Guaracy Silveira (PP-TO)
13. Zequinha Marinho (PL-PA)
14. Flávio Bolsonaro (PL-RJ)
15. Styvenson Valentim (Podemos-RN)
16. Lasier Martins (Podemos-RS)
17. Esperidião Amin (PP-SC)
18. Reguffe (Sem partido – DF)
19. Vanderlan Cardoso (PSD-GO)
20. Eduardo Velloso (União-AC)
21. Luis Carlos Heinze (PP-RS)
22. Wellington Fagundes (PL-MT)
23. Elmano Férrer (PP-PI)
24. Ivete da Silveira (MDB-SC)
25. Rodrigo Cunha (União Brasil-AL)
26. Roberto Rocha (PTB-MA)
27. Soraya Thronicke (União-MS)
28. Romário (PL-RJ)
29. Jayme Campos (União-MT)

Crédito: Taísa Medeiros / Correio Braziliense – @ disponível na intenet 06/10/2022

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.