Nota de Esclarecimento dos servidores públicos concursados à população

7
3604

A desinformação é o princípio da dominação que os políticos têm sobre a população…

A reforma que você aplaude promete acabar com férias de 60 dias. Servidor público não tem férias de 60 dias. Juiz tem. Mas juiz não está incluído na reforma.

A reforma prevê o fim dos super salários. Servidor não tem super salário. Pelo contrário. Estamos sem reajuste há 6 anos. Juízes e políticos têm super salários. Mas eles não estão incluídos na reforma.

A reforma prevê o fim da aposentadoria compulsória como forma de punição. Servidor, quando erra, não é aposentado. É demitido. Juízes são aposentados como punição. Mas juízes não estão incluídos na reforma.

Servidor tem estabilidade? Ela impede que políticos pilantras encham o serviço público de “guardiões”, aspones, comissionados e assessores para assuntos alheios ao interesse público. Se o servidor público erra, ele é demitido. Os guardiões e aspones comissionados não. E estes ganham muito mais do que os servidores concursados.

Quando você sofre um acidente, quem te socorre é um bombeiro, que é um servidor atingido pela reforma. Quem te leva pro hospital é um motorista, também servidor. Quem te opera é uma equipe de servidores (médicos, enfermeiros, auxiliares, etc). Quem te protege é um policial militar, civil e federal servidor. Quem educa seu filho é um professor servidor. Quem varre as ruas em que você anda é um gari servidor. Quando você entra na justiça, quem processa o seu feito é um servidor. Muitas vezes, ele até sentencia no lugar do juiz e você nem sabe disso, porque o juiz tem de 3 a 4 assessores só pra redigirem sentença pra ele.

Todos esses servidores são atingidos pela reforma. Todos estão sem reajuste há anos. Todos trabalham para o Estado te atender, apesar dos políticos. É é contra eles que você se volta, porque os verdadeiros culpados, que ganham fortunas, empregam parentes, são aposentados quando roubam e tiram férias de 60 dias, te convencem com enorme facilidade de que o problema do Brasil é o servidor.

Vários servidores tiveram seus vencimentos congelados desde 2015; o 13° dos servidores municipais e estaduais foi parcelado em 2018 e 2019, e muitos ficaram meses sem receber qualquer remuneração. Mas em nenhum momento faltou dinheiro para pagar políticos e seus comissionados, nem pra fazer rachadinha💰💰.

Você quer soluções? Fácil:

1) Vote melhor. Pare de reeleger bandidos.

2) Fiscalize políticos ao invés de endeusá-los.

3) Estude. Leia. Informe-se. Um cidadão desinformado é um campo fértil para políticos pilantras.

4) Lute do lado certo. Você é um cidadão que depende de serviços públicos. Se você acha que o servidor concursado não presta bem este serviço, por que pensa que os guardiões apadrinhados fariam melhor?

5) Já existem alternativas previstas em lei para os maus servidores. Todo ano, centenas são demitidos por errarem. Agora, veja quantos magistrados são demitidos e quantos políticos são cassados e depois se pergunte de novo onde está o problema e quem deveria ser atingido por esta reforma covarde.

6) Em todo lugar, há bons e maus profissionais. Ninguém defende mau servidor aqui. Queremos que haja uma reforma justa. Se, mesmo depois de saber que os verdadeiros marajás e os que têm benesses não serão atingidos pela reforma, você ainda continuar achando que o problema é o servidor, que estudou e disputou uma vaga em igualdade de condições com os concorrentes, sejam pobres ou ricos, então o problema não está no servidor; está em você.

Texto de Roberto Salles disponibilizado através do WhatsApp e nas Redes Sociais – 10/09/2020

7 Comentários

  1. Em reconhecimento, aos professores que trabalham arduamente, pra outros usufruirem a estabilidade, o profissional da saúde se doar. Pra outros só morcegar, o policial arriscar sua vida triplamente, pra outros se aposentar por falso doente, justiça seja feita.

  2. Concordo em parte. Ha muitos servidores nos 3 poderes com salarios e beneficios privilegiados que não foram citados e que fazem com que a média seja bem superior à dos trabalhadores da iniciativa privada.

  3. O texto é ótimo e esclarece muitas coisas sobre a reforma administrativa. Mas tem uma coisa me incomodando: alguém tem como verificar a autoria do mesmo? Quem é esse tal de Roberto Salles??

  4. Texto simplesmente correto em relação ao que estamos passando. Pelo que vejo, acredito que esse governo só quer massacrar o pobre, acabar com os assalariados e com essa cretina reforma extinguir o funcionalismo público, acabar com a Amazônia, sem falar do pouco caso da Pandemia que ja matou mais de 120 mil brasileiros e agora não bastando isso quer que as crianças voltem para a escola sem uma vacina eficaz para que o genocídio alcance os menores de 20 anos.
    Será que quem elegeu esses vermes tem noção de governo, patriotismo, gestão e ao menos um pouco de responsabilidade?
    Porque o que eu vejo é que os ladrões, assassinos, corruptos, covardes e apadrinhados por juízes canalhas é que se dão bem.
    Em apenas três anos regredimos mais de vinte praticamente em tudo.
    Em vez do governo tirar dos ricos e dos que ganham mais, vai tirar exatamente dos que trabalham e estão sem aumento. Coisa que eu nem diria. Mas uma reposição salarial. Porque trabalhar e não receber o de direito é um absurdo. Tem que diminuir a quantidade de partidos, de cargos comissionados e dos privilégios desse bando de bandidos.

  5. Ou ñ existem gari servidor publico varrendo rua! Todos gari estão trabalhando administrativamente ñ trabalha mais na rua. Quem trabalha hoje na rua são terceirizado……..

  6. Excelente!! Há tempos venho pedindo e esperando do sindicato uma manifestação nestes termos. Parabéns Roberto Salles. Espero q nossos lideres sindicais divulguem profusamente, complememtando com os números expressivos de nossa defasagem salarial, contribuição de 14% em cima do salário pleno, etc. O cidadão q paga o servidor ñ pode continuar acreditando nas inverdades e/ou distorções da realidade q sordidamente lhe impingem.

  7. Até que enfim, uma justa e precisa desmistifica ção da imagem negativa que querem impor a população tentando dividir opiniões sobre o serviço público. Na próxima é preciso descrever e enfatizar as categorias funcionais que de fato recebem as benesses, e esclarecer sobre o desmonte da política liberal sobre o estado com as reformas trabalhista e precarizacao da legislação a que foram submetidos o trabalhador brasileiro, e a previdenciária justificada com gastos irreais para convencimento da sociedade, ambas por meio de mídia cooptada e interessada no financiamento de propagandas veiculadas pelo governo, subvencionando escandalosamente âncoras conhecidos para campanhas. Esse texto deve ser replicado por todos aqueles que sabem da intenção falsa de se justificar as perdas das conquistas sociais da sociedade e da consequente busca na mudança da constituição na tentativa de atingirem seus objetivos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!