Mais força e estabilidade para o Inmetro.

1
1757

Recentemente, começamos a discussão sobre a proposta do Inmetro se tornar uma agência reguladora e de fomento ao conhecimento metrológico. Essa é uma iniciativa do ASMETRO-SN, a qual nos cabe apoiar e colaborar, pois queremos o melhor posicionamento para o Instituto.

Nesse sentindo, é preciso ter clareza sobre onde estamos e aonde queremos chegar. Agências reguladoras, em geral, são monotemáticas. O Inmetro, não. Pelo contrário: nós expedimos regulamentos técnicos de avaliação da conformidade de produtos, insumos e serviços de abrangência temática bastante extensa, incluindo objetos fora da competência de outros órgãos ou entidades.

Também somos um Instituto que desenvolve pesquisas e possui uma variedade de laboratórios para guardar e disseminar os padrões nacionais primários de medidas, que subsidiam a execução das políticas nacionais de metrologia e qualidade, indo além do que fazem as agências reguladoras. Somos uma instituição singular por realizar um amplo espectro de atividades, como regulamentação, acreditação, metrologia científica, metrologia legal e metrologia aplicada às ciências da vida, além da fiscalização do mercado de forma delegada. Comparando internacionalmente, realizamos o que é feito em até quatro instituições diferentes. Isso talvez seja único no mundo.

Não queremos nenhum tipo de involução. Nós já fazemos regulação e prestamos serviços enormes e importantíssimos, fornecendo infraestrutura tecnológica e industrial básica para a instalação de empresas no País.

Logo, estamos em busca do reconhecimento pelo que o Inmetro já faz. Queremos ser uma autarquia especial para ter mais estabilidade e autonomia administrativo-financeira. Se compararmos nossa estrutura e orçamento, em relação aos serviços prestados, vemos que o Inmetro faz muito e deveria receber muito mais. Apoiamos a iniciativa do Asmetro para que o Instituto ocupe seu lugar de direito no cenário nacional, inclusive com carreira condigna ao seu papel de destaque.

Artigo publicado na edição 4 do NA MEDIDA de julho 2017 – disponível na internet 15/07/2017

1 Comentário

  1. Sou engenheiro Metrologista e conheço o INMETRO desde sua criação. Este vem dando significativas contribuições para o desenvolvimento do nosso país e condição de vida de seu povo. Entendo que a mudança proposta vem na direção do seu crescimento e consequentemente da melhoria da condição de vida de nós brasileiros. Assim sendo merece todo apoio.

Deixe uma resposta para Jorge Augusto Salles Pereira Cancelar Resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!