Cooperação entre Inmetro e Exército Brasileiro para avaliação de produtos de defesa cibernética

0
114

Com o objetivo de incrementar os níveis de segurança cibernética de equipamentos e dispositivos importantes para a segurança e a Defesa Nacional, ontem, em evento no Distrito Federal, o Inmetro e o Exército Brasileiro, por meio do Comando de Defesa Cibernética (ComDCiber), estabeleceram as normas que serão a base para a elaboração de um programa de avaliação de produtos cibernéticos no âmbito do Sistema Nacional de Certificação e Homologação de Produtos de Defesa Cibernética (SHCDCiber).   

Estão previstos metodologias e ensaios para avaliação de ativos de tecnologia da informação e comunicação, tais como roteadores, switches, firewalls, softwares de e-mail, entre outros, a fim de mitigar a ocorrência de ataques cibernéticos.

“A norma estabelece os requisitos que devem ser atendidos por Produtos Cibernéticos e os correspondentes ensaios de demonstração da conformidade, com padrões de segurança voltados não só a equipamentos militares, mas também podendo ser usados em aplicações civis, incluindo setores críticos como Energia, Comunicações e Transportes.”, comentou Raphael Machado, gestor do Termo de Execução Descentralizada (TED), assinado entre o Inmetro e o Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército.

A cerimônia contou a presença do presidente do Inmetro, Marcos Heleno Guerson, diretores do instituto; e, representando o Exército Brasileiro, o general de Divisão Guido Naves, comandante da defesa Cibernética, ao lado de oficiais.

@inmetro – 27/11/2020

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!