As fraudes nas bombas de gasolina parecem estar com os dias contados. “Do Inmetro está vindo a resposta adequada”

6
694

Bolsonaro aposta na ICP-Brasil para acabar com a fraude nas bombas de gasolina. Vídeo

As fraudes nas bombas de gasolina parecem estar com os dias contados. 

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) está em processo de credenciamento para tornar-se uma Autoridade Certificadora da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil) e, a partir daí, prover certificados digitais de objetos metrológicos.

Fraude

A fraude ocorre de forma invisível aos consumidores. Internamente, nos componentes eletrônicos da bomba, a quantidade é calculada pelo bloco medidor, que gira conforme o volume de combustível que passa por ele. Um transdutor óptico informa ao medidor a quantidade de pulsos enviados para a bomba.

Solução

Edmar Araujo, presidente-executivo da Associação das Autoridades de Registro do Brasil (AARB). @internet

As bombas de combustível deverão ter informações sobre sua identidade disponíveis a qualquer pessoa. Bastaria, por exemplo, a captura de um QR Code para saber tudo sobre determinada bomba, como o endereço do posto, sua data de fabricação e se o certificado metrológico ICP-Brasil está instalado e válido.

Bolsonaro

O que pude apurar durante a semana é que o Planalto trata este tema como prioritário entre as ações do Governo Federal no combate às fraudes que prejudicam a economia, já que elas permitem burlas fiscais bilionárias.

“Do Inmetro está vindo a resposta adequada”, disse Bolsonaro.

O vídeo está disponível em https://youtu.be/8oPisf3kbGI?t=1756

Crédito: Edmar Araujo/MSpontocom – @internet 09/04/2021

6 Comentários

  1. Resolver também a questão da qualidade do combustível
    Os carros nao estão fazendo o prometido no consumo de combustível
    Todas pessoas que perguntou fala a mesma coisa (está bebendo muito)
    Tem também esta mistura de combustíveis
    So para prejudicar os consumidores (ninguém fala nada ) tem peixe grande por traz

  2. É uma ótima medida, só que tem que ser colocada logo em prática, pois o Ipem/Inmetro perdeu muito tempo com aquela antiga tolerância +100 / -100e as fraudes avançavam mediante uma tecnologia avançada e diversificada. Agora correm contra o tempo, muito depois de se espalharam por vários estados, foram ministrados cursos sobre placas falsas e posteriormente dispositivos acessados até via celular e outros….

  3. Bons medidores de combustível já existe nas bombas, o que falta é um bom medidor de combustível no tanque dos veículos para saber se recebeu a mesma quantidade de litros que a bomba está enviando.

  4. Curto é o tempo entre o mal feito em relação ao bem feito. Fraude é resultado de diversos fatores da natureza humana, como a ética, o caráter, o comportamento, a necessidades e a oportunidade, incluindo a lisura e a competitividade do mercado. Saber a “quantas anda” um determinado instrumento de medição, aferido, fiscalizado, supervisionado , controlado, aprovado, não o exime das possibilidades de ser fraudado ou empregado de modo fraudulento. O título da matéria portanto ao meu ver, foge da realidade ao afirmar que os dias de fraudes estarão contados pela simples identidade de um instrumento de medir, e o acesso público direto. Apenas com o acompanhamento intensificado e presencial das fiscalizações presenciais do Inmetro e sua rede estadual de metrologia e a aplicação de legislação metrológica será possível diminuir as pretensões fraudulentas nos instrumentos de medição afetando seus resultados. O resto trata-se no momento de devaneios de quem quer vender sistemas de controles autônomos na expectativa de encontrar soluções em problemas criados com o objetivo de substituir a presença dos servidores públicos empregados nas fiscalizações …..

    • Excelente esse comentário! Mais uma vez os políticos que não valorizam os servidores públicos do Estado (diferentes daqueles nomeados por políticos) querem tampar o sol com peneira! Para eles, fiscalização em campo custa caro E “incomoda” o empresário…

  5. Importantíssima notícia sobre medidores de líquidos combustíveis. Substancial é a presença de fraudes em Bombas Medidoras em todo o território brasileiro. No Rio de Janeiro parece-me que se faz urgente uma eficaz medida de combate às fraudes nesses instrumentos de medir . Aguardemos e vamos torcer para que essas medidas aconteçam e normalize a rede mercadológica pertinente à espécie.

Deixe um comentário para Celso de Souza Gabina Cancelar Resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.