Servidores reforçam mobilização em semana de reunião com o MGI

2
447
@reprodução internet

Na segunda, 26, o Fonasefe realiza uma live onde apresenta detalhes da contraproposta e faz um esquenta para o Dia Nacional de Luta na quarta, 28.

Em Brasília, o ato será marcado por uma vigília em frente ao Dnit, onde acontece a reunião com o MGI

A próxima semana será intensa para os servidores públicos federais. Na quarta-feira, 28, a Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP) será retomada.

Na reunião, o Ministério de Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI) deve dar uma resposta à contraproposta apresentada em conjunto pela bancada sindical no final de janeiro.

Na segunda, dia 26, a partir das 19h, o Fonasefe realiza uma live onde apresenta detalhes da contraproposta e faz um esquenta para o Dia Nacional de Luta na quarta-feira, 28.

Em Brasília, o ato será marcado por uma vigília em frente ao Dnit, a partir das 14h, onde acontecerá a reunião entre servidores e governo. A previsão é de que a reunião tenha início às 14h30.

Por direitos e dignidade. Nenhum servidor fica para trás

Na contraproposta unificada, além da equiparação dos benefícios com os demais Poderes, os servidores do Executivo buscam a reposição de perdas salariais das categorias, sendo os percentuais construídos a partir de dois blocos distintos. 

O primeiro bloco são das categorias que tiveram reajuste bianual (2016 e 2017) e o segundo das categorias que tiveram reajuste em quatro anos (2016, 2017, 2018 e 2019).

Os 9% do reajuste emergencial concedidos em 2023 pelo governo Lula também estão no cálculo.

A equiparação dos benefícios do Executivo com os dos outros poderes e revogação de todas as medidas e regramentos infraconstitucionais do desgoverno Bolsonaro também seguem sendo cobrados na MNNP.

Entre 2024 e 2026 os servidores do Bloco I teriam reajuste de 10,34% (total 34,32%), enquanto os servidores do Bloco II teriam 7,06% (Total 22,71%). 

Ampliar a mobilização é necessário

Sérgio Ronaldo da Silva -Secretário Geral da Condsef/Fenadsef

O secretário-geral da Condsef/Fenadsef, Sérgio Ronaldo da Silva, lembra da importância do reforço da mobilização da categoria. “Precisamos ampliar nossa mobilização. É necessário”, diz no vídeo em que convoca os servidores a participar das atividades que serão realizadas nos estados pelas entidades. “A Condsef não concorda e não irá chancelar proposta que separe e segregue ativos e aposentados”, acrescentou. “Contamos com apoio e participação intensa de todos e todas nessa jornada importantíssima para os serviços públicos e para nós servidores”, concluiu.

Condsef/Fenadsef 24/02/2024

2 Comentários

  1. Parabens aos que fazem a Condsef, por esse gesto digno de apoio. Ativos e Aposentados. São Servidores que fizeram e fazem esse país, poder prestar melhores serviços a nação brasileira.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!