Servidores federais se somam a marcha histórica da classe trabalhadora

0
60
@reprodução condsef

Mais de 20 mil trabalhadores participaram nessa quarta-feira, 22, em Brasília, da Marcha da Classe Trabalhadora, atividade que marca história, convocada pela CUT e demais centrais. A luta pela revogação das reformas trabalhista e previdenciária e o fim da lei das terceirizações foram eixos centrais. A reconstrução e o apoio ao povo do Rio Grande do Sul também foram destaque.

Em plena campanha salarial e com processos de negociação em curso com instalação de mesas setoriais no Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), os servidores federais marcharam também por suas pautas que incluem cobrar valorização da categoria, a maioria com perdas salariais acumuladas que superaram 30% nos últimos anos.

Entidades filiadas à Condsef/Fenadsef de diversos estados engrossaram o coro da classe trabalhadora em defesa de direitos. A PEC 32, da reforma Administrativa de Bolsonaro-Guedes, segue ameaçando direitos dos servidores e de toda a população brasileira e também está entre os eixos centrais dessa luta.

A frase escolhida para unificar a luta dos servidores federais, estaduais e municipais é “Dignidade para quem faz o Estado”. É o que servidores e empregados públicos de todo o Brasil esperam e seguirão reivindicando, incluindo orçamento justo para atendimento das principais reivindicações do setor. 

Condsef/Fenadsef 23/5/2024

@reprodução condsef

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!