VI Oficina de Lucro Social: “Transformar dificuldades em oportunidades é o desafio”

0
189
Presidente do Inmetro, Marcos Heleno Guerson na palestra de abertura da VI OLS 15/06/2021 @asmetro

O presidente do Sindicato Nacional dos Servidores de Metrologia, Normalização e Qualidade do Inmetro, Sérgio Ballerini, agradeceu e deu boas vindas aos participantes da VI Oficina de Lucro Social: Ferramenta de Transparência do Setor Público – O Cronotacógrafo, que estará sendo realizada até quinta-feira (17/6), no Américas Barra Hotel, na Barra (RJ).

A primeira atividade será nesta quarta-feira (16/6) a preparação dos grupos para o debate sobre a importância do lucro social, com a finalidade de produção dos indicadores, que poderão ser utilizados nas mesas de negociação.

O trabalho, que vem sendo realizado desde a primeira oficina, em 2014, mostra que “transformar dificuldades em oportunidades é o grande desafio” no setor público, para que as suas atividades sejam reconhecidas e valorizadas pela sociedade.

O lucro social é uma ferramenta cada vez mais fundamental na mesa de negociação, pois fortalece a todos os setores, valorizando as ações desempenhadas pelo serviço público, muitas vezes desconhecidas do grande público, destacou Ballerini. 

Destacou também que o objetivo desta oficina é criar bases para a elaboração de indicadores críveis, sob a ótica dos diversos atores envolvidos para a apuração de cálculo do lucro social, especificamente do controle de veículos comerciais de transporte de cargas e passageiros através do cronotacógrafo.

Ao final da oficina, espera-se a apresentação de um esboço de memória de cálculo, ainda sem validação, que permita dar os primeiros passos na construção de indicadores mais robustos para o setor, com vistas ao monitoramento e tomada de decisão pelos stakeholders.

A pandemia mostra que o mundo está diante de situações completamente novas, que deverão apontar ações necessárias para a consagração do Lucro Social, na relação entre serviço público e consumidor. 

Já diz o ditado “dificuldade para uns e oportunidade para outros”. Em tempos de crise muitas vezes perdemos o foco nas coisas que realmente importam, como qualificação, inovação e principalmente resiliência.

Sobreviver em tempos desafiadores é uma oportunidade para as pessoas corrigirem os erros e fortalecerem os alicerces para alcançar ganhos mais sustentáveis.

Para inspirar vocês nesse duro período que estamos vivendo no Brasil selecionei quatro homens que conseguiram driblar as dificuldades e transformaram o mundo com seu trabalho e dedicação. Albert Einstein, Walter Elias Disney, Thomas Alva Edison e Steve Jobs.

A pandemia mostra que o mundo está diante de situações completamente novas, que deverão apontar ações necessárias para a consagração do Lucro Social, na relação entre serviço público e consumidor. 

E o Lucro Social no setor público é ferramenta muito mais poderosa, assumindo que a sociedade é o patrão e o beneficiário direto das ações decorrentes de empresas públicas.

A origem

A história do lucro social vem de longe: “é um conceito adaptado do modelo Embrapa e consiste na criação de indicadores sociais devidamente validados e alimentados por bases de dados críveis, elaborados por profissionais com profundo conhecimento de suas respectivas áreas e instituições”, lembra Ballerini.

Na definição do Sindicato, lucro social é “quantificação do retorno e/ou economia, em prol da sociedade, dos investimentos feitos em função da ação de um órgão governamental, quer seja diretamente, através das ações de fiscalização, regulação e controle, ou indiretamente, através de desdobramentos de duas ações”.

“Se a nossa instituição é forte, nós seremos fortes”

“Outro objetivo da Oficina é trazer à tona os números, a abrangência e o impacto das ações do serviço público junto à sociedade para que possam ser utilizadas como moeda de troca de alto valor agregado em mesas de negociação com o governo federal, ou seja: utilizar o Lucro Social como uma ferramenta de negociação”, enfatiza.

Finalmente, mas não menos importante, observou, visa possibilitar ao gestor, através do entendimento correto do processo e do impacto do desdobramento de suas ações nos processos, a análise mais correta dos recursos da instituição. “Para isso, é necessário maximizar seu potencial no cumprimento de missão institucional, ou seja: utilizar o Lucro Social como mais uma ferramenta de gestão”.

Ballerini lembrou que em geral, a luta por direitos leva a enfrentamentos e manifestações, enquanto a necessidade de negociação fica em segundo plano, porque não há produto a se apresentar. “Se nossa instituição é forte, nós seremos fortes”, destacou.

“Mas vocês podem dar mais visibilidade à sociedade em relação ao que fazem. Devem mostrar à sociedade os projetos e produtos mais nobres que têm”.

Aguarde publicação das palestras do dia 15/06/2021

OLS/ASMETRO – 16/06/2021

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!