O cérebro de uma pessoa idosa

52
44709
@internet

O diretor da Escola de Medicina da Universidade George Washington argumenta que o cérebro de uma pessoa idosa é muito mais prático do que normalmente se acredita. Nessa idade, a interação dos hemisférios direito e esquerdo do cérebro torna-se harmoniosa, o que expande nossas possibilidades criativas.

É por isso que entre as pessoas com mais de 60 anos você pode encontrar muitas personalidades que acabaram de iniciar suas atividades criativas.

Claro, o cérebro não é mais tão rápido como na juventude. No entanto, ele ganha em flexibilidade. Portanto, com a idade, temos mais probabilidade de tomar as decisões certas e menos expostos a emoções negativas.

O pico da atividade intelectual humana ocorre por volta dos 70 anos, quando o cérebro começa a funcionar com força total.

Com o tempo, a quantidade de mielina aumenta no cérebro, uma substância que facilita a passagem rápida de sinais entre os neurônios.

Devido a isso, as habilidades intelectuais são aumentadas em 300% em relação à média.

Também interessante é o fato de que após 60 anos, uma pessoa pode usar 2 hemisférios ao mesmo tempo. Isso permite que você resolva problemas muito mais complexos.

O professor Monchi Uri, da Universidade de Montreal, acredita que o cérebro do idoso escolhe o caminho que consome menos energia, elimina o desnecessário e deixa apenas as opções corretas para resolver o problema.

Foi realizado um estudo no qual participaram diferentes faixas etárias. Os jovens ficavam muito confusos ao passar nos testes, enquanto aqueles com mais de 60 anos tomavam as decisões certas.

Agora, vamos examinar as características do cérebro na idade de 60 a 80 anos. Eles são realmente rosados.

CARACTERÍSTICAS DO CÉREBRO DE UMA PESSOA IDOSA.

1. Os neurônios no cérebro não morrem, como dizem todos ao seu redor. As conexões entre eles simplesmente desaparecem se a pessoa não se envolver em trabalho mental.

2. A distração e o esquecimento aparecem devido a uma superabundância de informações. Portanto, não é necessário que você concentre toda a sua vida em ninharias desnecessárias.

3. A partir dos 60 anos, uma pessoa, ao tomar decisões, não utiliza um hemisfério ao mesmo tempo, como os jovens, mas ambos.

4. Conclusão: se uma pessoa leva um estilo de vida saudável, se move, tem uma atividade física viável e tem plena atividade mental, as habilidades intelectuais NÃO diminuem com a idade, elas só CRESCEM, atingindo um pico na idade de 80-90 anos.

Portanto, não tenha medo da velhice. Esforce-se para se desenvolver intelectualmente. Aprenda novos trabalhos manuais, faça música, aprenda a tocar instrumentos musicais, pinte quadros! Dança! Interesse-se pela vida, encontre-se e comunique-se com amigos, faça planos para o futuro, viaje o melhor que puder. Não se esqueça de ir a lojas, cafés, shows. Não se cale sozinho, é destrutivo para qualquer pessoa. Viva com o pensamento: todas as coisas boas ainda estão à minha frente!

👀 Informações!

Um grande estudo nos Estados Unidos descobriu que:

▪ A idade mais produtiva de uma pessoa é de 60 a 70 anos;
▪ O 2º estágio humano mais produtivo é a idade de 70 a 80 anos;
▪ 3º estágio mais produtivo – 50 e 60 anos.
▪ Antes disso, a pessoa ainda não atingiu o pico.
▪A idade média dos ganhadores do Nobel é 62 anos;
▪A idade média dos presidentes das 100 maiores empresas do mundo é de 63 anos;
▪ A idade média dos pastores nas 100 maiores igrejas dos Estados Unidos é 71;
▪ Isso confirma que os melhores e mais produtivos anos de uma pessoa estão entre 60 e 80 anos.
▪Este estudo foi publicado por uma equipe de médicos e psicólogos do New England Journal of Medicine.
▪ Eles descobriram que aos 60 anos você atinge o pico de seu potencial emocional e mental, e isso continua até os anos 80.
▪ Portanto, se você tem 60, 70 ou 80 anos, você está no melhor nível de sua vida.

FONTE: New England Journal of Medicine, enviado por Reinaldo Ramírez Dala (Octogenário) @ disponível na internet 15/09/2021

52 Comentários

  1. Me encanta aqui nos EUA onde moro e onde você vai os idosos estão trabalhando ativamente e em todas as atividades. Desde limpeza, supermercados, empresas, governo, Disney , tudo, tudo mesmo. São ativos, independentes, não precisam de filhos e netos bajulando; O Brasil que abandona seus mais experimentes do nada como se não produzissem mais. Está na hora da gente acordar!

  2. Sou português. Tenho 73 anos.
    Bem cedo, na vida fui viver , com a minha familia num país africano. Depois seguiram-se outros e acabei por ficar na Africa do Sul até aos 50 anos. Então voltei para o meu país de origem.
    Fiz os meus estudos em uma escola industrial na areas de metalomecânica e mecânica automotiva.
    Comecei a minha atividade profissional aos 20 anos. Aos 27 iniciei a minha primeira empreza no setor de mecanica automovel. Depois desta seguira-se mais 7 em ramos diferentes da metalomecânica, manutenção industrial e carpintaria.
    Presentemente continuo com a minha atividade diaria que começa às 7 da manhã e se prolonga normalmente até às 8 da noite (em alguns casos, 10, 11, meia noite).
    O que faço?
    Continuo com a atividade que sempre tive em part time e que de fato é a grande paixão: restauro de automóveis classicos.
    Dou apoio tecnico em fábricas no setor de alteraçõe e melhoramento no desempenho de máquinas nas areas mecanica e eletronica.
    Desenvolvo projetos de carpintaria como equipamentos deslizantes ou elevatórios com caracteristicas e funções especificas.
    Resumindo tudo isto, estou realmente a por em pratica tudo aquilo que fui aprendendo durante toda uma vida.
    Sem duvida que agora o raciocinio é muito mais fluente do que era no passado mas tambem é verdade que muitas das rápidas soluções que eu tenho agora são o resultado de problemas que tive que resolver e por vezes tiraram-me o sono de noites inteiras.
    Outro aspeto desta questão que eu quero salientar é o gosto que nós temos pelo que fazemos. Só é possivel manter o entusiasmo se realmente a nossa profissão nos agrada e nos compensa financeiramente.
    No meu caso, não me considero um workaólico mas sim um entusiasta daquilo que faço e vou ser assim enquanto puder.

    • O Grande Arquiteto do universo que é Deus abençoe sua vida , o senhor e inspiração para nós os jovens que estamos iniciando as nossas vidas ainda , esse ano farei 40 anos e o testemunho de vida do senhor , foi e sempre será um Estímulo de vida para mim , Deus abençoe o senhor e toda a sua família! Tríplice fraterno abraço , sucesso saúde e paz profunda para o senhor , Parabéns e muitos anos de VIDA!

  3. Será possível transcreverem aqui o referido é tão importante artigo? Estou ansiosa para ler o mesmo!!! E a única maneira de ter acesso ao mesmo!!! Please!

  4. E o que fazer com essa informação? Uma sugestão: estudar, de preferência uma faculdade. O curso de geografia é desafiador , instigante e maravilhoso.

  5. Enfim algo consiste te sobre nós que passamos dos 60.
    Dias atrás eu disse que jamais trocaria minha atual capacidade cognitiva pela juventude ignorante que tive, em comparação né.
    Hoje tudo é mais claro, mais lógico.
    E vamos nós
    Rsrsrsrs

  6. Estou com 83 anos e naturalmente vejo e sinto que nesta idade temos mais à acrescentar que diminuir.A aparencia e a certas qualidades físicas diminuem, mas o entendimento e o desenvolvimento espiritual melhoram com a idade. Passamos a compreender melhor os nossos semelhantes, a respeitar o meio ambiente, amar todas as formas de vida e arrepender-se de não ter sido mais útil em nossa passagem rápida pelo planeta. Tenho muita atividade. Jogo tênis, participo de um grupo de ex-alunos de fanfarra, cuido de animais, colaboro com entidades filantrópicas e estou sempre disposto à qualquer atividade e ajudar o próximo. Espero que essas minhas colaborações perdurem por muitos anos.

  7. Ola amigos tenho 64 anos , sou faixa coral de Jiu-jítsu dou seminários aqui nos eua e os alunos ficam abismados com a minha performance no esporte , mas também sou piloto de motocross realizando todos os saltos e curvas e participo de campeonatos de motocross e enduro aqui e estou entre os três melhores pilotos da categoria acima dos 50 e notei que aquela pressa de concluir alguma atividade esportiva hoje é mais tranquila e piloto ou luto com mais confiança em atacar no momento certo sem pressa sempre aguardando o erro do adversário , e isso se junta realmente a esse estudo me dando ainda mais vontade de sempre melhorar com mais cuidado claro pq não colamos nossos ossos com tanta facilidade obg pela ótima matéria

  8. Fantástico! Vemos que os únicos limitadores das nossas capacidades estão única e exclusivamente atrelados a nossas crenças culturais que são sabotadoras, então viva intensamente e liberte-se!

  9. Estou com 81 anos e.minha mente ainda é bem rápuda no pensamento e no agir.sou bastante criativa. Cozinho, lavo , passo, gosto de novelas e filmes e u bom programa.sou católica e me sinto realizada na vida de fé.Agradeço a Deus esse meu estágio de vida. E de coração aberto digo: VIVA A VIDA!

  10. Foi muito importante saber desse estudo na verdade um alívio… não é como muitos falam que pessoas idosas ja não sabem o falam o fazem,sou muito capacitada pra fazer qualquer coisa apenas um pouco de medo em fazer viagens mas agora me encorajei até pra viajar.Obrigada fiquei feliz ao ler essa reportagem desse estudo sobre idosos

  11. A apreensão de EUNI DE TOKYO SANTOS, acima é pertinente e oportuno!
    A matéria é ótima e motivadora para todos nós cujas idades são o target desse interessantíssimo “documento”.
    Entretanto, especialmente pra mim, ficam dúvidas se realmente o estudo é verdadeiro, real e confiável, deixando-me apreensivo e cauteloso na sua divulgação com aqueles q interajo.

  12. Excelente artigo. Tenho 63 anos e estou numa fase maravilhosa em minha vida. Comecei este ano nova atividade profissional e tenho constatado na prática uma melhora significativa em TODAS atividades que estou desenvolvendo.

  13. Ciência, Poesia, Consciência

    ***
    O Cérebro rosado da Terceira idade. (*)

    https://juli.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=7346966

    A idade não fragiliza o cérebro que é mantido em atividade.
    A criatividade e a praticidade aumentam na dourada idade. (1)
    O Jornal Britânico de Medicina, em 2021, traz a “novidade”. (2)

    Os hemisférios interagem harmonicamente. Sim, menor velocidade,
    Mas, o cérebro se torna mais eficiente, ganhando maior flexibilidade.
    As decisões são mais rápidas e as corretas ganham maior probabilidade.

    Força total cerebral entre 70-90 anos, faixa do pico da atividade mental.

    Faça investimento, antes da prova final, cuidando da Inteligência Espiritual. (3)

    ***

    (*) Miguel Ângelo esculturava Pietá aos 89 anos
    https://juli.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=7232408

    1.
    Educação na idade dourada
    http://www.oconsolador.com.br/ano5/235/especial.html
    2.
    O cérebro de uma pessoa idosa
    https://asmetro.org.br/portalsn/2021/09/15/o-celebro-de-uma-pessoa-idosa/
    3.
    Inteligência Espiritual
    http://mediummediunidade.blogspot.com.br/2017/02/drogasmediunidadeinteligencia-e-chico.html

  14. Na sociedades mais avançadas e naquelas onde não há tantos jovens disponíveis para o trabalho, a importância dos idosos é fundamental. Aqui acontece o inverso, ainda existe um enorme exército de mão de obra reserva formado por jovens precisando de trabalho, e o idoso não é bem vindo quando a economia não produz nem ciência e nem tecnologia. A ciência e a tecnologia estão ancoradas na experiência adquirida por vários anos trabalho. O artigo mostra que estamos na contramão do bem estar social.

  15. Matérias como esta ajudam a desmitificar não somente crenças errôneas sobre o envelhecimento, mas fortalece o impulso intelectual das pessoas idosas e conscientiza a sociedade acerca do real sentido do processo de envelhecimento. Parabéns!

  16. Infelizmente não encontrei no The New England Journal of Medicine nenhum artigo semelhante ao citado. Seria possível indicar em qual edição ele foi publicado?

  17. A premissa é a melhor performance , competitiva.
    Não sei se isso me torna uma pessoa que se relaciona melhor comigo mesmo e principalmente com os outros , mais amoroso , equilibrado…

  18. Sobre o texto: uma pequena revisão do texto antes ajudaria;
    sobre o conteúdo: estranho que essa não parece a realidade brasileira, tem algum estudo sobre essas ocorrências na população brasileira? E seria interessante saber os motivos disso não ocorrer por aqui.

  19. Tenho 77 anos, e tenho notado essa melhora nós trabalhos de restauração e pinturas de telas, têm ficado mais delicados e perfeitos, esse estudo veio me mostrar que é assim mesmo que acontece com nosso cérebro é uma alegria contatar isso, parabéns pele artigo

  20. Tenho 65 anos, e estou percebendo o quanto a minha capacidade de resolver questões novas aumentou, também estou muito mais criativa.
    Ainda bem que tenho saúde para aproveitar os melhores anos da minha vida.

  21. Ola
    Podem por favor pedir que faça a gentileza de nós passar o link da publicação? Pois é interessantíssimo e com certeza por meio dele poderemos conhecer novos conteúdo s, com informações sobre essa ” melhor idade”.

  22. Euni de Tokyo Santos escreveu nos comentários:

    As informações são muito interessantes, mas não consegui encontrar nenhuma referência a esse tópico no New England Journal of Medicine. Por favor, podem informar o link para acesso ao artigo?

    Não creio que vocês publicariam um artigo inverídico, não é nada disso. Mas, com todo o respeito, o artigo assinado pela Secretaria Geral traz pelo menos seis características ou imprecisões atualmente associadas às notícias falsas. Para evitar causar essa impressão, sugiro que evitem frases genéricas, como “O diretor da Escola de Medicina da Universidade George Washington” (sem informar o nome da pessoa); “Foi realizado um estudo” (sem citar os autores, o nome do estudo ou onde ele está disponível); “Um grande estudo nos Estados Unidos descobriu que” (idem); verifiquem os nomes que fornecem (o nome do cientista da Universidade de Montreal é Oury Munchi, e não Monchi Uri); informar que o artigo está “@ disponível na internet”, sem informar o link; e, finalmente, não informar o nome do autor da publicação (assinando como “Secretaria Geral”).
    —————-

    Euni

    O artigo não é assinado pela “secretaria geral” trata-se de uma publicação cuja fonte citada na matéria é “New England Journal of Medicine, enviado por Reinaldo Ramírez Dala (Octogenário) @ disponível na internet 15/09/2021, porem não dispomos do link original, o artigo publicado nos foi enviado por um colaborador, e foi checado atraves de pesquisa no goolge.
    https://noticiaseca.com.br/arquivos/5990

    atenciosamente
    Sérgio Ballerini

  23. Excelente artigo.!! Incentivador. Isso é positivo.
    Me deixou bastante animada e feliz.
    Parabéns. Vamos que vamos viver a vida em sua plenitude. Que é um presente de Deus.

  24. Isso para a classe mais previlegiada, porque para a maioria é só doença de toda sorte. Os mais velhos, porém, t atitudes mais acertadas devido à experiência de vida que proporciona essas qualidades , mas infelizmente o mesmo não acontece com a saúde e aparência física. Eu creio, contudo, que com o avanço da ciência e do consciência humana, chegaremos lá.

  25. excelente documento animador entender sobre a melhr idade produtiva ,Faco trabalho voluntario ,faculdade ,pinto desenho,trabalho ate hoje para pagar as contas fora as obrigacoes do lar e tenho 74 e muitos projetos a realizar

  26. Adorei este artigo, pq além de massagear nosso ego, traz muitas informações que já comprovamos em nossas experiências de vida, embora depende de alguns fatores individuais.

  27. Gostei do artigo tenho77 anos trabalho como Coachig sou professora em pós graduação fiz faculdade depois de 50 anos e pós graduação depois de 60 anos e não parei mais fiz várias especializações na área de humanas

  28. Foi animador ler este artigo tenho 77 anos trabalho como coach sou professora em pós graduação tenho uma vida bem ativa cuido da minha casa faço serviço voluntário e vivo a vida

  29. Bom dia.
    Parabéns ao Asmetro por publicar este artigo. Alguns pradigmas, que se mostram duvidosos sobre as pessoas de mais idade, chamados também de idosos, devem ser reavaliados, em especial, a sua capacidade física e mental, que continuam em atividade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!