1º Webinar: “A Associação dos Servidores do Inmetro-SI foi visionária ao levar à sociedade o debate sobre Lucro Social”

0
69
  • Presidente do Inmetro anuncia que vai adotar o Lucro Social como ferramenta de Gestão
  • Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Gustavo Torres parabeniza o Inmetro
  • Presidente da Associação dos Servidores do Inmetro-SI agradece ao Inmetro, a SBM e entidades que participam do debate sobre lucro social
  • Presidente da Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM) anuncia curso com Asmetro
  • Rodrigo Ozanan reitera importância do livro sobre Lucro Social
  • A ASMETRO -SI foi visionária ao levar à sociedade o debate sobre Lucro Social, assegura Luiza Deusdará

Presidente do Inmetro anuncia que vai adotar o Lucro Social como ferramenta de Gestão

O presidente do Inmetro, Marcos Heleno Guerson, afirmou nesta quarta-feira (11/5) que vai adotar o Lucro Social, ao discursar na abertura do 1º Webinar Lucro Social: Ferramenta de Transparência, Negociação e Gestão. O evento foi realizado pela Associação dos Servidores do Inmetro (Asmetro-SI), com apoio do Inmetro e da Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM). Lideranças do setor público e privado participaram presencialmente e com depoimentos transmitidos pelo Canal do Youtube da SBN, que estão disponíveis.

“Se você não consegue medir seus benefícios em meios econômicos, não consegue comunicá-los dentro da sociedade, do Governo. Disso trata o Lucro Social: da necessidade de contar, aferir o alcance dos benefícios de um sistema de Infraestrutura da Qualidade e traduzir esses benefícios em valores econômicos. Vamos incluir o Lucro Social na nossa pauta”, anunciou o presidente do Inmetro no seminário online.


Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Gustavo Torres parabeniza o Inmetro

Em depoimento apresentado em vídeo, no canal da SBM o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Gustavo Torres, também participou do webinar. “Lucro Social é um termo que parece novo, mas se trata da concretização que vem sendo aprimorado pelo nosso incrível Inmetro, com a participação do Ministério da Justiça, suas secretarias e órgãos vinculados”, comentou o ministro.

E completou o ministro: “Serve para mostrar qual o valor do trabalho realizado pelo servidor, como medir esse o impacto para a sociedade e de que forma podemos mensurar os benefícios econômicos e atividades. Vamos avançar no aprimoramento e medidas que ampliem seu uso e conhecimento para trazer benefícios a quem mais merece: o nosso povo brasileiro”.


Presidente da Associação dos Servidores do Inmetro-SI agradece ao Inmetro, a SBM e entidades que participam do debate sobre lucro social

O presidente da Asmetro – SI, Sergio Ballerini, participou da abertura do 1º Webinar: Lucro Social como Ferramenta de Transparência, Negociação e Gestão, afirmando que o evento tem “um simbolismo muito especial”, pois marca a continuação do trabalho iniciado em 2014, que não parou sequer durante a pandemia do COVID-19.

“Nós, da Asmetro-SI temos um agradecimento imenso a todos os associados, à direção do Inmetro, da Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM) e às entidades que têm nos honrado com a participação de suas mais significativas lideranças”, disse.

Reiterou que a ferramenta lucro social é crucial para que se possa apresentar à população os resultados concretos do trabalho realizado pelo servidor público, tantas vezes, invisível ao olhar da sociedade. 

A maior prova disso, lembrou, pode ser constatada nos resultados obtidos nos indicadores das últimas oficinas, que “atiraram por terra conceitos retrógados sobre o serviço público, jogando luz sobre a importância de seus resultados para a sociedade brasileira”.

Lembrou também que a ferramenta Lucro Social, que “a cada dia ganha mais destaque e visibilidade em todo o território nacional”, foi desenvolvida por servidores do Inmetro e está disponível no livro dedicado ao tema (“Lucro Social; Ferramenta de transparência e gestão no setor público”), lançado na IV Oficina. 

“Para se ter ideia da sua relevância, durante a oficina, o lucro social apontado pela Associação Nacional dos Postos de Ensaio de Cronotacógrafos (ANPECI), após aplicação da metodologia, foi de RS 8 bilhões. E o lucro social do INMETRO, gerado pelos instrumentos e processos do Instituto, alcançou a cifra de R$12, 6 bilhões. São valores que precisam ser informados à sociedade, a todas as autoridades vinculadas ao serviço público”, disse Ballerini. Em sua opinião, existem muitos exemplos, como o excelente “slogan” da Polícia Rodoviária Federal: “Reconhecer o valor da polícia é investir na sociedade”, é mais uma prova da eficácia da ferramenta lucro social, que precisa ser registrada. “O que muito nos orgulha, pois serviu de inspiração para a valorização do trabalho da categoria, apresentando informação obtida em nossas oficinas:

“O Lucro Social apontado nas ações da PRF contra o crime organizado resultou em um lucro para a sociedade superior a R$ 23 bilhões, que corresponde ao prejuízo às organizações criminosas com a apreensão de drogas, contrabando de cigarros e descaminho”. Isso, nos últimos três anos, informa PRF.  Outros indicadores, acrescentou Ballerini, confirmam a força do serviço público quando da utilização da ferramenta Lucro Social como indicador. “Como é possível o setor público aferir o lucro social, na prática, tem sido destaque nos grupos de trabalho realizados por equipes. Parafraseando a PRF, podemos finalizar esta abertura afirmando que reconhecer o valor do Inmetro, é investir na sociedade”.


Presidente da Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM) anuncia curso com Asmetro

O presidente da Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM), Rodrigo Costa-Felix, que integra a Diretoria de Metrologia Cientifica e Tecnologia do Inmetro, conduziu todo o 1ª Webinar Lucro Social como Ferramenta, anunciou que a entidade está organizando um curso online que será conduzido pela Asmetro. A SBM apoiou substancialmente a realização do 1º Webinar, que teve inicio às 9h30 e terminou às 11h30.

Ele fez uma espécie de recepção aos participantes, enquanto acompanhava o número cada vez mais significativo do público que interagia e chegou ao reunir cerca de mil pessoas. O evento pode ser visto e revisto no Canal do YouTube da SBM, responsável por toda a transmissão ao vivo.

“O lucro social que não se vê ou o lucro social que não se via”, comentou Rodrigo Costa-Felix, reconhecendo que o tema agora tem bem mais visibilidade no serviço público, a partir do trabalho que a Asmetro vem desenvolvendo há tantos anos.  Também participou da organização do livro sobre lucro Social, lançado pela Asmetro. O presidente da SBM parabenizou a todos e reiterou a intenção da entidade de compartilhar e somar conhecimentos e ações sobre o tema


Rodrigo Ozanan reitera importância do livro sobre Lucro Social

Pesquisador tecnologista em Metrologia e Qualidade do Inmetro – um dos elaboradores do conceito Lucro Social para o setor público, Rodrigo Ozanan, participou do 1º Webinar falando sobre a metodologia da ferramenta e os casos práticos da Diretoria de Metrologia Legal do Instituto. Ele conversou com o público, online, sanou dúvidas e mais uma vez destacou conceitos sobre o Lucro Social: ferramenta que tem como intuito fazer uma análise de custo-benefício, procurando construir indicadores das ações do setor público que não têm visibilidade para a sociedade, por exemplo.

Com grande bagagem de conhecimento sobre toda a metodologia aplicada, ele falou sobre a versão impressa do livro “Lucro Social: Ferramenta de Transparência e Gestão no Setor Público”, publicação pioneira da Asmetro, recentemente lançada.  O livro, de sua autoria, está disponível na livraria virtual da Amazon. Foi prefaciado pelo presidente da Asmetro, Sergio Ballerini, que também participou da organização, com o presidente da Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM), Rodrigo Costa-Felix.

O livro reúne algumas das principais informações disponíveis que podem ser utilizadas na elaboração de um modelo de Lucro Social, abordando aspectos fundamentais que vão dede a conceituação, a seleção de indicadores, passando pelo tratamento, interpretação, resultado final e validação. Baseado no modelo Embrapa de Lucro Social, desde 2009, a Asmetro-SI,  vem desenvolvendo a sua própria metodologia. 

Versão impressa (ISBN 979-8-51-051755-2):  www.amazon.com/dp/B095NTM23Y  
Versão ebook (Kindle – ASIN B095XNTXRL): www.amazon.com.br/dp/B095XNTXRL


A ASMETRO -SI foi visionária ao levar à sociedade o debate sobre Lucro Social, assegura Luiza Deusdará

Luiza Deusdará- – Assessora Especial da Presidência da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI)

A Assessora Especial da Presidência da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI, que entre 2019 e 2022, atuou como subsecretária de Supervisão e Controle da Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade (SEPEC) do Ministério da Economia, Luiza Deusdará, concedeu entrevista a ASMETRO-SI, que considera “visionária” ao levar à sociedade o debate sobre Lucro Social. Aqui ela conversa com a ASMETRO sobre a sua participação no 1º Webinar e a importância da ferramenta Lucro Social para a população e o sistema público. Eis a entrevista:

ASMETRO-SI: Qual a sua avaliação sobre a importância do 1º Webinar realizada pela ASMETRO-SI?

LUÍZA DEUSDARÁ – A visão de lucro social ainda é pouco difundida na Administração Pública brasileira – e até mesmo no setor privado, se levarmos em conta que o conceito de negócios de impacto socioambiental passou a ser alavancado após o Fórum Econômico Mundial em 2020, no período da pandemia, portanto, dando corpo à agenda ESG, que seguirá escalando nos próximos anos.

Esse 1º Webinar promovido pela ASMETRO é importante porque traz luz à discussão de resultados, com foco no retorno para o cidadão, que é o cliente último da Administração Pública.

ASMETRO- Qual a sua avaliação sobre a utilização do Lucro Social como ferramenta capaz de apresentar à sociedade resultados concretos do trabalho realizado pelo servidor público?

LUIZA: É muito comum que a sociedade em geral não consiga identificar com clareza o resultado do investimento na ação pública, principalmente quando esse investimento se dá em campos de interesse difuso e mediato.

A existência de uma ferramenta para medir tal retorno tangibiliza a contribuição das instituições para a economia e para a geração de recursos para a sociedade, além de possuir grande aderência ao movimento que se denomina “setor público orientado por dados”, na linha das diretrizes da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) para a governança pública.

ASMETRO: O que acha do trabalho da ASMETRO nesse campo?

LUIZA -Tenho acompanhado o trabalho da ASMETRO na difusão da metodologia há alguns anos e posso dizer que a Associação foi visionária ao levar à sociedade o debate sobre Lucro Social. Não somente porque supre a necessidade crescente por transparência nas ações e decisões do serviço público, mas também porque atualmente há uma tendência de se caminhar para uma revisão dos gastos públicos em prol da qualidade e enxugamento da carga tributária.

ASMETRO: Acha que a iniciativa está contribuindo para a valorização do olhar da sociedade sobre o serviço público?

LUIZA: Não há dúvida de que uma abordagem baseada em dados e números é fator de fortalecimento institucional, seja no campo público ou no privado; primeiro porque, de uma mão, permite aos clientes enxergar o impacto da prestação do serviço; depois porque, de outra mão, facilita a identificação de falhas e correção de rumos para colocar a instituição no curso correto pela constante busca pela excelência.

ASMETRO: A Sra. participou no ano passado da VI Oficina de Lucro Social: Ferramenta de Transparência no Setor Público – O Cronotacógrafo, realizada no Rio. Qual a sua avaliação sobre o cronotacógrafo no contexto do lucro social?

LUIZA – Com a evolução dos cronotacógrafos, que têm se tornado cada vez mais modernos e precisos, é possível se aferir resultados muito palpáveis, intrínsecos à tecnologia, que cobrem desde a ótica financeira até campos como trabalho, saúde e segurança. Entretanto, eu gosto sempre de lançar a essa política o olhar de valorização da vida, uma perspectiva nem sempre tão óbvia para as partes impactadas, mas que aclara o retorno incontestável dessa ação.

ASMETRO:  Qual a sua mensagem para o servidor público em relação ao lucro social e o cronotacógrafo?

LUIZA: Do meu ponto de vista, a ferramenta do Lucro Social é instrumento indispensável de melhoria e de valorização da gestão pública e, consequentemente, do trabalho diário dos servidores.

Tânia Malheiros /Assessoria de Imprensa do Asmetro -SI (1ª Webinar) 12/05/2022

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.