5 anos sem reajuste salarial. Conheça a pauta de reivindicações dos servidores do Inmetro

30
3325

Relato da reunião do ASMETRO-SN com a Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal

Pauta: Reivindicações dos servidores das carreiras do Inmetro

Data: 26/10/2021 das 11h às 12h30min por videoconferência

Participantes:

  • Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal

Jose Borges de Carvalho Filho: Coordenador-Geral de Negociação Sindical no Serviço Público – CGNSP/DERET/SGP/SEDGG/ME 

Fremy de Souza e Silva, Coordenador-Geral de Estudos Normativos e Segurança do Trabalho – CGENST/DERET/SGP/SEDGG/ME 

Guilherme Prado – Técnico administrativo, na Coordenação-Geral de Negociação Sindical no Serviço Público – CGNSP/DERET/SGP/SEDGG/ME 

  • ASMETRO-SN

Marcelo Nascimento Moreira da Silva e Sergio Ballerini

No dia 26 de outubro, a direção do ASMETRO-SN se reuniu com representantes do Ministério da Economia, com o intuito de iniciar as tratativas de negociação objetivando o reajuste salarial e da cesta de benefícios além de apresentar o pleito para alterar o peso da composição da nossa gratificação dos atuais 40/60 para os respectivos 80/20 empregados em todo o serviço público federal com exceção do Inmetro.

Como preâmbulo, o Asmetro lhes lembrou que as nossas carreiras não têm sido contempladas com reajustes salariais desde o início do ano de 2017, onde a inflação ao longo de todo este período aliado aos seguidos aumentos dos planos de saúde, diminuíram em muito o poder de compra dos servidores da nossa autarquia que presta relevantes serviços a sociedade.

Os representantes do DERET entendem as dificuldades pelas quais estamos passando e apesar das dificuldades que o país enfrenta, demonstraram interesse em continuar as tratativas de negociações dos reajustes pleiteados somente após a liberação do orçamento financeiro (LOA) a ser executado no próximo ano desde que haja recursos previstos para esse fim.

O pleito para alterar a estrutura da nossa gratificação de 60/40 para 80/20 foi bem recebido e, poderá vir a ser analisado caso haja uma manifestação positiva por parte da administração do Inmetro perante o Ministério da Economia.

Assuntos pautados

  • Reconhecimento do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – INMETRO como Carreira de Estado/ Agência Reguladora
  • Reposição salarial – Solicitado reajuste de 22%
  • Cesta de Benefícios – Foi solicitados aumento para o – Vale Alimentação – R$ 795,00 , para as Diárias – 30% , para o Auxílio Creche – 40% e para a Per Capta dos Planos de saúde –   49%
  • Alteração das atuais regras para concessão de adicional de atividade nos moldes do setor público – Considerando que os servidores estão expostos aos mesmos riscos do setor privado, pleiteamos que seja adotada para o funcionalismo público as mesmas regras para concessão desse adicional, respeitado o art. 12 da Lei 8270/1991
  • Incorporação/pagamento das gratificações de desempenho dos servidores aposentados do Inmetro
  • Regulamentação do Teletrabalho
  • Pagamento das Progressões & Promoções convalidadas pelo CPCI e incorporação das adquiridas
  • Revisão da metodologia aplicada na Avaliação de Desempenho/PTI/40-60
  • Equiparação dos atuais valores de Retribuição por Titulação RT do Inmetro aos valores dos pesquisadores das carreiras de C&T, Equiparação dos atuais valores de Retribuição por Titulação GQ do Inmetro aos valores dos Técnicos da Carreira de Desenvolvimento Tecnológico e Alteração dos valores de GQ para servidores de nível auxiliar com a criação mais dois níveis GQ II e GQ III em função da qualificação. O sindicato apresentou o comparativo para a RT:

Comparativo Retribuição por Titulação

Carreiras

C&Ti

Inmetro

Doutorado

6.966,95

2.369,78

Mestrado

3.232,41

903,55

Aperfeiçoamento

1.6662,73

367,82

A próxima reunião será agendada para ser realizada nas dependências da Secretaria  em Brasília, com a presença do Secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal e do Presidente do Inmetro

ASMETRO-SN 27/10/2021


Presidente do Inmetro recebe a diretoria do ASMETRO-SN em Brasília

A diretoria executiva do ASMETRO-SN esteve reunida em Brasília nesta quarta-feira (01) com a presidência do INMETRO.
Presidente do Inmetro recebe a diretoria do ASMETRO-SN 01/09/2021

O principal objetivo da reunião foi apresentar ao presidente Marcos Heleno Guerson de Oliveira Junior a pauta de reivindicações dos servidores das carreiras do Inmetro.

O presidente tomou conhecimento do Oficio 020 e irá agendar uma reunião para tratar dos assuntos ali mencionados.

ASMETRO-SN 02/09/2021

Acesse a íntegra do OF 020 >>> OF 020

@internet

30 Comentários

  1. O Asmetro iniciou esforço em prol de melhoras. Quais as próximas providências a serem tomadas? Está passando da hora de precionarmos o Presidente, o Inmetro fazer manifestação na porta do Inmetro, chamar atenção da mídia pro manifesto. Persistir, acreditar, confiar, mas não estagnar. Ficar parado não leva a lugar algum. Parabéns asmetro, parabéns Ballerini.

  2. Meu Deus
    O salário não está dando para comprar remédios
    Nossa margem não melhora para negociar com os bancos
    Não dá para entender, essa margem mexe com a economia????
    Deram para os militares, para o pessoal do INSS e pensionistas do INSS .
    E nós nada
    Não está dando para viver sem reajuste
    Que Deus tenha misericórdia

  3. É triste reconhecer que fui tão prejudicada ao longo de 32 anos no topo da tabela de Nivel intermediário, sem ser contemplada com nenhuma letra, ao menos, exercendo atividades de nível superior, mesmo com avaliações máximas, sempre, sem ter o direito de de receber aumento de progressão anual, ao longo dos 32 anos, mesmo a título de Vantagem nominalmente individual, já que não havia possibilidade de pular pra tabela de Nível superior, sem novo concurso (que também é absurdo pra quem já é do quadro) e mesmo com mestrado. Isso é uma incoerência.

  4. Lamentavelmente não existe uma divulgação para a sociedade da importância do Inmetro nas sua vidas, e isto tem enfraquecido o poder de barganha do Inmetro junto ao governo federal, que não olha para o Inmetro como deveria, hoje só nos resta essa luta incansável do Asmetro, tentando mostrar a importância do órgão, nós enquanto servidores devemos apoiar todas essas iniciativas, porque somente assim existirá a possibilidade de algum dia sermos atendido. Parabéns ao Asmetro e sua diretoria, a luta continua, vamos em frente.

  5. E nossa margem que diminui, vai ser alterada?.??
    Não podemos negociar com os bancos, quem já tem contrato. Essa margem, alterada não dá para fazer nada. E sem aumento salarial, pior ainda.
    Tem que haver uma solução do governo
    Nossa vida está cada vez pior.
    Estamos estacionados
    Meu Deus.

    • Tiago Araújo ou Guilherme Fonseca ou Rafael Coelho ou Hugo Motta ou Mauricio Couto

      Não sei a quem me dirigir pois este seu ID é usado por todas estas personagens citadas acima que não são nossos associados e muito menos servidores do Inmetro

  6. Sou otimista. Acreditar é o primeiro passo, as ações, o Asmetro está tomando. Persistir, acreditar, confiar. Ficar parado não leva a lugar algum. Parabéns asmetro, parabéns Ballerini.

    • Bom dia, venho aqui manifestar o meu apoio ao Asmetro que tem trabalhado incansavelmente a favor dos servidores do Inmetro, sempre procurando promover ações que beneficiem a todos, sou servidora aposentada do Inpi, e não vejo as mesmas ações promovidas pela Afinpi, pois lembro bem quanto a nossa associação era atuante na gestão Gilberto Barata, tempo bom aquele, agora nada se faz em prol do servidores, nada, absolutamente nada. Asmetro meus parabéns, um feliz e promissor 2022 para todos

  7. Acho que, além das demais revindicacões, dever-se-ia fazer um esforço especial para equipar o Inmetro às agências reguladoras. Isso traria vantagens para a instituição, pois o formato jurídico das agências daria mais estabilidade e independência nas decisões do órgão, além de poder equiparar os salários. Creio ser uma enorme distorção e injustiça o Inmetro fazer o mesmo que as agências fazem e ter uma estrutura salarial inferior.
    Lembram-se do que aconteceu com a Anvisa? Mesmo tomando algumas decisões que contrariaram o governo, o presidente da ANVISA não recuou e continua no cargo, pois ele não pode ser demitido…kkkk.

  8. Parabéns, Ballerini e toda a direção do Asmetro pela louvável iniciativa.
    Porém , para quem ouviu de um ministro: “O hospedeiro está morrendo, o cara (SERVIDOR) virou um parasita. O dinheiro não chega no povo e ele (SERVIDOR) quer reajuste”, só resta sonhar.

  9. O pleito pela alteração das regras relacionadas ao adicional é referente ao percentual monetário do adicional pago ou em relação ao adicional de tempo de serviço prestado em exposição? Ou ambos? Pode detalhar um pouco mais?

  10. O Inmetro precisa de uma grande reestruturação da carreira. Os salários iniciais e finais para todos os cargos são muito baixos em comparação às agências reguladoras, ainda mais agora com vários anos de corrosão pela inflação.

  11. Pelo que estou vendo… Os servidores de nível médio continuam e continuarão sendo negligenciados pela Asmetro ou há algum plano e intenção de trabalho a nosso favor?

    • Caro Atilio

      Estranho muita a sua afirmação : “Os servidores de nível médio continuam e continuarão sendo negligenciados pela Asmetro ou há algum plano e intenção de trabalho a nosso favor?”

      A nossa pauta, aprovada em AGE, é para todos os servidores do Inmetro regidos pela Lei 11.355/2006 sem excecão

      Ballerini

  12. Acho desonesto o não aumento aos funcionários do Inmetro. Sou funcionário desde o embrião do Inmetro. Entrei pelo concurso convênio Projeto Controle Qualidade entre a Secretaria de Tecnologia Industrial e COPPE UFRJ com 40 vagas. Foi em1976 e o curso de Qualidade foi em 1977 .Metade foi contratado e o restante foram para Petrobras, Furnas e outras. Como o grupo era pequeno fomos para o prédio do INT .DEPOIS VIMOS que Qualidade, precisava de Metrologia e Normas Técnicas e em 1988 foi implementado o Inmetro. Antes era funcionário do INT como Físico desde 1972 e depois fui contratado como Engenheiro da Qualidade do Inmetro e de lá para cá, unimos ao INPM e o Inmetro criado em 1973 com seu primeiro Presidente Fernando Souto cresceu violentamente. Comecei ganhando 4 mil e hoje ganho 10 mil líquido. O salário não cresceu conforme o órgão cresceu. São 50 anos de carreira e ainda hoje não temos aumento salarial, minha vida foi parecida com o do Bolsonaro , 7 anos DE CMRJ E DEPOIS CADETE DA AMAN .DEPOIS FISICA E ENGENHARIA, MESTRADO E DOUTORADO COM CURSOS DE QUALIDADE NO JAPÃO, INGLATERRA, CANADÁ, SUÍÇA E OUTROS. HOJE SOU UM POBRE COITADO . GLÓRIA A DEUS.

  13. Entendo que a Asmetro faz um grande trabalho, mas concorod com a Srª Eliana.
    O Inmetro tornar-se agência reguladora, aumento de benefícios, titulação entre outros nunca vão acontecer.

  14. um governo que privilegia algumas carreiras em detrimento de outras, militares, polícia federal, redoviaria,. Concordo em manter o otimismo e lutar até o fim, mas esse governo que reduz um orçamento de órgão de arrecadação, leia se receita federal, fica difícil ter esperança que saia alguma coisa, enquanto isso……alguns estão comendo osso…..

  15. Parabéns Sérgio Ballerini, Marcelo Nascimento e Demais Diretores do Nosso Asmetro-SN, por Terem Conseguido Realizar, essa Reunião Tão Importante, com os Representantes da SGDP do ME; Onde de Uma Forma Profissional e Transparente, Foram Apresentados e Discutidos, Todos os Pontos da Nossa Pauta de Reinvidicação.
    Vamos Aguardar, com Fé em Deus, a Realização da Próxima Reunião em Brasília, nas Dependência da Secretaria e com as Presenças do Secretário da SGDP do ME, do Presidente do Nosso Inmetro e da Diretoria Nacional do Nosso Asmetro-SN.

Deixe um comentário para Rogerio Leite Cancelar Resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.