Brasil registrou abertura de 357.937 novas empresas em janeiro de 2023

0
125
@divulgação/jornaldooeste
Recorde de 22 horas para abrir uma empresa representa o menor tempo médio já registrado no país. Houve ainda alta de 3,9% sobre janeiro de 2022, quando 344.368 empresas foram criadas
 
O Brasil registrou 357.937 novas empresas abertas em janeiro de 2023, representando alta de 3,9% sobre igual período de 2022, quando 344.368 empresas foram criadas no país.
 
O resultado representa, ainda, alta de 68,4% sobre dezembro do ano passado, quando 212.552 novas empresas foram registradas.
 
Além disso, o tempo médio para abertura de empresas registrado no mês, de 22 horas, representa o menor prazo já calculado no país.
 
Esses dados, divulgados nesta terça-feira (14/2), fazem parte do Mapa de Empresas, ferramenta disponibilizada pelo Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (DREI), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), em parceria com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).
 

O estado de São Paulo respondeu pelo maior volume de abertura de empresas em janeiro: 100.373 novos empreendimentos (alta de 1,8% sobre janeiro do ano passado). O segundo lugar foi ocupado por Minas Gerais, com 39.923 empreendimentos abertos no mês passado (elevação de 6,2% em relação a igual mês de 2022). Em terceiro lugar ficou o estado do Rio de Janeiro, com 31.891 novas empresas abertas em janeiro deste ano (aumento de 3,7% sobre igual mês do ano passado).

Das 27 unidades da federação, 21 registram alta na abertura de empresas em janeiro deste ano na comparação com janeiro do ano passado. Distrito Federal, Acre, Pará, Alagoas, Bahia e Sergipe apresentaram retração.

O Brasil encerrou o mês passado, portanto, com 20.417.635 empresas ativas.

As atividades econômicas mais exploradas pelas empresas abertas em janeiro de 2023 foram nas áreas de promoção de vendas (17.708); comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios (15.964); preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo não especificados anteriormente (13.760); cabeleireiros, manicure e pedicure (13.720) e obras de alvenaria (10.672).

Tempo médio de abertura de empresas

O tempo médio necessário para abertura de uma empresa no Brasil foi de 22 horas em janeiro deste ano, o que representa retração de 60% sobre igual mês de 2022 (quando o prazo médio era de 2 dias e 7 horas). É o menor tempo médio já registrado. Houve, ainda, queda de 8,3% sobre dezembro passado, quando o prazo médio para abertura de uma nova empresa no país era de 1 dia.

Sergipe foi o estado com o menor tempo de abertura de empresas no mês passado: 7 horas. Isso representa queda de 63,2% ante o prazo de janeiro de 2022 (19 horas). O estado do Pará registrou o maior tempo de abertura de empresas no Brasil em janeiro deste ano: 2 dias, 45,5% a mais que o prazo de 1 dia e 9 horas apurado em janeiro de 2022.

Aracaju foi a capital mais ágil na abertura de empresas no mês passado, com tempo médio de 2 horas (queda de 85,7% sobre janeiro do ano passado, quando o prazo médio era de 14 horas). Por outro lado, Belém teve o pior desempenho, exigindo 5 dias, em média, para a abertura de um novo negócio no mês passado (queda de 9,1% sobre igual período de 2022, quando o prazo médio da capital paraense era de 4 dias e 14 horas).

Acesso o Painel do Mapa de Empresas

Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços 24/02/2023

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!