Anvisa suspende lotes de preservativos por falha nos testes de estouro

0
201
@reprodução internet

Anvisa suspende lotes de preservativos da Blowtex por falha nos testes de estouro

Erros foram identificados em período anterior ao prazo de validade inicialmente estipulado pela fabricante

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a venda, a distribuição, a propaganda e o uso de lotes de preservativos masculinos das marcas Blowtex Zero e Blowtex Sensitive Super Aloe Vera, da Fábrica de Artefatos de Látex Blowtex Ltda., por falhas nos testes de estouro antes do prazo de validade. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

Procurada, a agência explicou, em comunicado, que a medida preventiva foi tomada “porque os lotes suspensos apresentaram falha nos testes de estouro após 3 anos de vida útil dos produtos, o que impossibilita a manutenção de sua validade por até 5 anos, contados da fabricação”. “As ações de recolhimento já foram iniciadas pela empresa detentora dos registros, a Fábrica de Artefatos de Látex Blowtex Ltda, e nenhum dos preservativos dos lotes suspensos deve ser utilizado”, disse.

Em nota disponível em seu site, a Blowtex já avisava sobre os problemas com a validade. “Esteja ciente de que alguns lotes de nossos preservativos Blowtex Zero e Blowtex Sensitive Super Aloe Vera têm uma data de validade incorreta. Esses lotes foram inicialmente produzidos com prazo de validade de 5 anos a partir da data de fabricação. Testes laboratoriais recentes indicaram que pode haver um risco maior de ruptura para preservativos com mais de 3 anos de fabricação”. Agora a Anvisa decidiu suspender os itens.

O chamado teste de estouro é um dos controles de qualidade para garantir que o produto está apto a cumprir com as suas finalidades, no caso do preservativo manter-se íntegro e evitar o contato da pele da região genital dos indivíduos envolvidos na relação sexual. O procedimento consiste em pressionar a camisinha com uma tensão máxima de ar até que ela se rompa. Se isso ocorrer antes dos valores estipulados, ela falha no teste por oferecer maior risco de rasgar durante o ato sexual.

Procurada, a Blowtex reconheceu os riscos no uso dos itens após três anos da data de fabricação e destacou que “está em alinhamento com as diretrizes do órgão para estabelecimento do plano de ação adequado”. “Todos os demais produtos Blowtex não foram impactados e permanecem seguros para uso, assim como indicado na embalagem. Além disso, a marca está à disposição dos consumidores através do seu SAC e redes sociais para orientação e suporte”, acrescentou em nota.

Em caso de eventual ruptura do preservativo, o indivíduo deve tomar precauções adicionais para reduzir a chance de gravidez ou de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Neste caso, é possível receber a pílula do dia seguinte, para evitar uma gestação indesejada, e a Profilaxia Pós-Exposição (PEP) que previne a infecção pelo HIV.

Ambos estão disponíveis nos postos de saúde. A pílula pode ser tomada até no máximo 72 horas após o ato sexual, porém o quanto antes, maior a eficácia. Ela bloqueia a ovulação, evitando a fertilização que gera o embrião. Já a PEP deve ser iniciada também em até 72 horas, porém de preferência nas primeiras duas horas após a relação.

Ela, porém, funciona no esquema de comprimidos diários que precisam ser tomados por 28 dias após a possível exposição ao HIV. São antivirais que bloqueiam alguns caminhos que o vírus utiliza para infectar as células, diminuindo as chances de o indivíduo ser contaminado. Embora tanto a pílula do dia seguinte como a PEP não garantam que a pessoa não irá engravidar ou ser infectada, a eficácia é alta, superior a 90% se administradas corretamente.

Saiba identificar os lotes suspensos

Lotes do preservativo Blowtex Zero

Lotes afetados: 2106011116; 2105130816; 2106781116; 2106041116; 2108031016; 2108591016; 2108071016; 2108081016; 2111051016; 2112681016; 2112080516; 2112080416; 2112090516; 2112380416; 2112091016; 2112070516; 2112830516; 2201060416; 2112060416; 2112080716; 2112800516; 2112341016; 2201651016; 2201050516; 2201980516; 2202011016; 2202021016; 2202030516; 2201160516; 2202040516; 2202050916; 2202051016; 2202060516; 2202080516; 2202100516; 2202080916; 2207020516 e 2207742716.

Lotes do preservativo Blowtex Sensitive Super Aloe Vera

Lotes afetados: 2110050616; 2110060616; 2110070616; 2110480616; 2111020616; 2111070616; 2111080616; 2201020616; 2201030616; 2201140616; 2201150616; 2201970616; 2202050816; 2202060816; 2202500816; 2202510816; 2202690616; 2202700616; 2205930816.

Crédito: Bernardo Yoneshigue / O Globo – @ disponível na internet 24/02/2023

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!