A memória do cachorro: explorando a inteligência canina e seu Impacto na vida humana

0
209
Este é o João lá do Campus do Inmetro / Xerem

Os cães são animais de estimação adoráveis, conhecidos por sua lealdade e afeto incondicional pelos seus donos. Mas você já se perguntou como esses companheiros peludos se lembram de você e de outras coisas importantes em suas vidas? Vamos entender sobre a memória do cachorro.

A memória é um aspecto fundamental na vida dos cães, influenciando seu comportamento, aprendizado, interação com o mundo e até mesmo sua saúde.

Um cachorro chateado realmente existe

Sim, o cachorro pode ficar chateado! Foto: Canva

Neste artigo, vamos explorar a importância da memória nos cães, discutindo como ela funciona, como é influenciada por fatores externos e como pode ser estimulada para melhorar a vida dos nossos amigos caninos.

Então, pegue seu cãozinho favorito, acomode-se e vamos explorar esse fascinante mundo da memória canina!

 

A memória do cachorro desempenha um papel fundamental na vida deles, assim como nos seres humanos. Ela é a base para o aprendizado, o comportamento, a tomada de decisões e a adaptação ao ambiente.

Os cães utilizam sua memória para lembrar-se de comandos, rotinas, lugares, pessoas e experiências passadas.

Um cachorro chateado realmente existe

Cachorro na floresta – Foto: Canva

Através da memória, os cães são capazes de aprender e se adaptar ao longo de suas vidas, formando associações entre eventos e consequências, o que os ajuda a fazer escolhas adequadas em diferentes situações.

A memória também é essencial para os cães em sua interação com os tutores e outros animais. Eles podem lembrar-se do rosto, voz e cheiro de seus tutores, de membros de sua família canina e de outros animais com os quais tiveram contato.

Através da memória, os cães são capazes de reconhecer pessoas e animais familiares, o que fortalece os laços sociais e afetivos.

Além disso, a memória também está relacionada à segurança dos cães. Eles podem lembrar-se de eventos perigosos, como situações de estresse, ruídos altos ou encontros desagradáveis, e usar essas memórias para evitar situações semelhantes no futuro.

Como o cérebro dos cães processa e armazena memórias?

Quando o cachorro sente falta do dono

Cão deitado – Foto: Canva

Os cães são conhecidos por serem os melhores amigos do homem, mas você já se perguntou como os cães processam e armazenam suas memórias? Como os nossos fiéis companheiros de quatro patas conseguem se lembrar de eventos, lugares e pessoas importantes em suas vidas?

Os cães, assim como os humanos, passam por um processo complexo de formação de memórias em seus cérebros. Esse processo começa com a percepção dos sentidos, como a visão, audição, olfato, paladar e tato.

Quando os cães experimentam algo novo, como cheirar um novo objeto, ouvir um som diferente, ou até mesmo provar algo novo, seus cérebros começam a processar essa informação e a transformá-la em memórias.

Os cães têm uma habilidade olfativa extremamente aguçada, o que significa que o olfato desempenha um papel importante no processamento de informações e formação de memórias em seus cérebros.

Curious german shepherd puppy lying on grass

Cachorro no mato. Foto Freepik

Por exemplo, quando um cão sente o cheiro de uma pessoa, de outro animal ou de um objeto, seu cérebro registra essa informação e a associa a uma lembrança específica.

Essa é uma das razões pelas quais os cães são conhecidos por seu incrível olfato e sua capacidade de rastrear odores, o que os torna excelentes cães farejadores e auxiliares em várias atividades humanas, como busca e resgate, detecção de drogas e explosivos, entre outras.

Estudos científicos sobre a memória do cachorro

Os estudos científicos sobre a memória do cachorro tem revelado informações interessantes sobre como os cães processam e armazenam suas memórias.

Por exemplo, pesquisadores descobriram que os cães tem uma memória episódica, que lhes permite se lembrar de eventos específicos em detalhes.

Eles podem se lembrar de onde esconderam um brinquedo, onde enterraram um osso ou onde encontraram um petisco delicioso. Essa memória episódica lhes permite relembrar eventos passados de forma muito semelhante aos humanos.

hand-touching-nose-adorable-dog

Cachorro cheirando a mão. Foto Freepik

Além disso, estudos mostram que os cães tem uma memória espacial muito desenvolvida, o que significa que eles são capazes de se lembrar de lugares e rotas com precisão.

Por exemplo, um cão pode se lembrar de como chegar a um parque específico, mesmo depois de ter ido apenas algumas vezes. Isso é possível graças à sua capacidade de memorizar a localização de pontos de referência, como árvores, postes ou prédios, em relação ao local desejado.

Outra descoberta interessante é que os cães também têm uma memória emocional intensa. Eles se lembram de experiências emocionalmente carregadas, como um momento de brincadeira divertido com seu dono, um encontro com outro animal agressivo ou um evento assustador, e essas memórias afetam seu comportamento futuro.

Por exemplo, um cão pode se lembrar de ter sido repreendido por ter feito algo errado e evitar repetir o comportamento inadequado para evitar uma repreensão novamente.

A importância da repetição e do reforço positivo na memória do cachorro

A formação de memórias nos cães é influenciada por diversos fatores, e a repetição e o reforço positivo desempenham um papel crucial nesse processo.

A repetição de informações é fundamental para consolidar as memórias de curto prazo em memórias de longo prazo. Isso ocorre porque a repetição reativa o hipocampo, ajudando a fortalecer as conexões neurais associadas à memória. Quanto mais vezes uma informação é repetida, maior a probabilidade de ser armazenada como uma memória duradoura.

Além da repetição, o reforço positivo é outra ferramenta importante na formação de memórias nos cães. O reforço positivo consiste em recompensar um comportamento desejado, o que aumenta a probabilidade de que esse comportamento seja repetido no futuro.

Quando um cão recebe um reforço positivo, como um petisco, um carinho ou uma brincadeira, após realizar uma ação específica, como aprender um comando de obediência, isso ativa centros de recompensa no cérebro do cão, liberando neurotransmissores que fortalecem as conexões neurais associadas à memória desse comportamento.

É importante ressaltar que o reforço positivo é uma abordagem mais eficaz e ética de treinamento de cães, em comparação com métodos punitivos ou baseados em medo. O uso de punições ou aversões pode causar estresse, ansiedade e até mesmo traumas nos cães, afetando negativamente sua capacidade de formar memórias e prejudicando a relação de confiança com seu dono.

Efeito do estresse na memória canina

O estresse pode ter um efeito significativo na memória dos cães. Assim como em humanos, o estresse crônico ou agudo pode afetar a capacidade dos cães de formar, consolidar e recuperar memórias de maneira eficiente.

O estresse crônico ou agudo pode afetar negativamente a formação de novas memórias em cães. O estresse libera hormônios do estresse, como o cortisol, que podem afetar as áreas do cérebro envolvidas na formação de memórias, prejudicando assim a capacidade dos cães de criar novas memórias.

A consolidação da memória é o processo pelo qual as memórias são estabilizadas e armazenadas a longo prazo. O estresse pode interferir nesse processo, afetando a capacidade dos cães de consolidar memórias recentes em memórias de longo prazo. Isso pode levar a uma diminuição na retenção de informações e na capacidade de lembrar eventos passados.

É importante notar que o estresse pode afetar a memória dos cães de forma individual, e os efeitos podem variar dependendo do nível de estresse, duração e frequência do evento estressante, assim como da sensibilidade e personalidade de cada cão.

Memória do cachorro – A memória episódica dos cães

A memória episódica é como um álbum de fotos especial na mente dos cães.

Os cães tem uma capacidade incrível de lembrar de eventos específicos que aconteceram no passado, como quando foram passear no parque, quando receberam um petisco gostoso ou quando brincaram com seu brinquedo favorito. Eles podem guardar essas memórias na mente, como se fossem fotos mentais, para lembrarem desses momentos mais tarde.

Além disso, assim como você pode se lembrar de detalhes sobre como estava se sentindo ou o que estava acontecendo ao seu redor em um momento especial, os cães também podem se lembrar desses detalhes em suas memórias episódicas.

Por exemplo, eles podem se lembrar do cheiro do lugar, dos sons ao redor, das pessoas ou outros animais com quem estavam interagindo e até mesmo das emoções que estavam sentindo naquele momento.

É incrível como os cães podem ter essas memórias especiais e revivê-las em suas mentes quando algo ou alguém os lembra desses momentos. Assim como o álbum de fotos que você guarda com carinho para recordar momentos especiais, os cães tem sua própria versão disso na forma de memória episódica, que os ajuda a lembrar e reviver momentos felizes em suas vidas!

A memória social dos cães

A memória social dos cães é como um diário cheio de histórias sobre seus amigos peludos e outros animais com os quais interagem.

Os cães são animais sociais e adoram interagir com outros cães, animais de estimação e até mesmo com as pessoas. Eles têm uma memória especial para se lembrar dos encontros sociais que tiveram. Por exemplo, eles podem se lembrar do cheiro, do som e até mesmo da aparência de outros animais com os quais brincaram ou se encontraram no passado.

E não é só isso! Os cães também podem se lembrar de como foi a interação com outros animais. Eles podem se lembrar se foi uma experiência positiva, como quando brincaram e se divertiram juntos, ou se foi uma experiência negativa, como quando se sentiram ameaçados ou intimidados.

Essas memórias sociais ajudam os cães a reconhecerem e lembrarem-se de outros animais em suas vidas, mesmo que tenha se passado algum tempo desde o último encontro.

Eles podem usar essas memórias para decidir como se comportar em situações sociais futuras, como se aproximarem amigavelmente de outros cães ou ficarem mais cautelosos se tiverem tido uma experiência negativa anteriormente.

Memória do cachorro – A memória emocional dos cães

A memória emocional é como uma caixinha de tesouros na mente dos cães, cheia de lembranças de suas experiências emocionais passadas.

Sabe quando você guarda objetos especiais que tem significado emocional para você, como uma carta de um amigo querido ou um brinquedo que você ganhou de alguém especial? É mais ou menos assim que funciona a memória emocional dos cães!

Os cães têm a capacidade de se lembrar das emoções associadas a experiências passadas, como quando receberam carinho e afeto, quando ficaram com medo, quando ficaram bravos ou quando se sentiram inseguros. Essas memórias emocionais podem ser armazenadas em suas mentes por muito tempo e podem afetar o comportamento deles no futuro.

A memória emocional também pode influenciar a forma como os cães interagem com as pessoas. Por exemplo, se um cão teve experiências emocionalmente positivas com uma determinada pessoa, como seu dono ou um membro da família, ele pode se lembrar dessas emoções e desenvolver um vínculo afetivo mais forte com essa pessoa, buscando sua companhia e demonstrando afeto.

A memória de localização espacial dos cães

Os cães têm uma habilidade incrível de se lembrarem dos locais em que estiveram, como seu próprio quintal, o parque onde costumam passear ou até mesmo os lugares onde encontraram comida ou brincaram. Eles usam pistas visuais, olfativas e até mesmo táteis para criar um mapa mental desses locais em suas mentes.

Por exemplo, os cães podem se lembrar dos detalhes visuais de um local, como a forma dos objetos, a cor das paredes ou a posição dos móveis. Eles também podem se lembrar dos cheiros característicos de um lugar, como o cheiro de outros animais, plantas ou até mesmo do cheiro do seu próprio lar.

Além disso, os cães tem uma excelente memória olfativa, o que lhes permite se lembrarem de odores específicos associados a determinados lugares.

Essa memória de localização espacial permite aos cães se orientarem em seu ambiente, encontrar o caminho de volta para lugares conhecidos e explorar novos locais de forma eficiente.

Além disso, essa memória do cachorro é uma parte importante do mundo dos cães e os ajuda a se adaptarem ao ambiente em que vivem.

Brincadeiras e Jogos para Estimular a Memória do seu Cão

Aqui estão algumas brincadeiras e jogos que podem ajudar a estimular a memória do seu cão:

  • Esconde-Esconde de Petiscos: Esconda petiscos pela casa ou no quintal e peça para o seu cão procurá-los usando o olfato e a memória. Comece com locais fáceis e vá aumentando a dificuldade à medida que o seu cão for ficando mais experiente.
  • Jogo da Memória: Coloque alguns brinquedos ou petiscos embaixo de copos ou potes virados e misture-os. Peça para o seu cão encontrar o brinquedo ou petisco correto usando a memória do cachorro para lembrar onde eles estão.
  • Treino de Comandos: Ensinando novos comandos ao seu cão, você está estimulando a memória do cachorro. Ensine comandos como sentar, deitar, rolar, buscar, entre outros, e vá aumentando a dificuldade dos comandos à medida que o seu cão for progredindo.
  • Brinquedos de Encaixe: Existem brinquedos de encaixe específicos para cães, nos quais eles precisam usar a memória para descobrir como encaixar as peças corretamente e obter a recompensa, que pode ser um petisco ou brinquedo.

Lembre sempre de escolher brincadeiras e jogos adequados para a idade, tamanho e habilidades do seu cão.

Crédito: Handreza Hayran / Portal do Dog – @ disponível na internet 15/06/2023

Seja você também um Protetor!

Para contribuir com o trabalho dos Protetores de animais do campus, doações de medicamentos, caixas de transporte, coleiras, guias, potes etc., são super bem-vindas! Participe dos bazares e das rifas.

PIX do Protetores: [email protected]

Contatos/Informações via whatsapp > 55.21. 98382-7555

Para saber mais, clique no link abaixo e leia as matérias já publicadas:   asmetro.org.br/portalsn/category/protetores-de-animais/ 

Seja um voluntário protetor! Procure a Secretaria da Asmetro ou escreva para [email protected] 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!