Fórum Nacional da entidade representativa das empresas prestadoras de serviço de ensaio metrológico em cronotacógrafos (ANPECI)

0
94

A ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS POSTOS DE ENSAIO DE CRONOTACÓGRAFOS – ANPECI, entidade representativa das empresas prestadoras de serviço de ensaio metrológico em cronotacógrafos em todo Brasil, realizou no último dia 24/11 seu Fórum Nacional, na cidade de Salvador/BA.

Na ocasião, tivemos a honra e privilégio de contar com a presença maciça de nossos associados e de diversas autoridades públicas. Apresentamos a seguir a composição de nossa mesa diretoria, a saber:

  • Márcio André Oliveira Brito, presidente do INMETRO;
  • Murillo Moura Filho, presidente ANPECI;
  • José Augusto Basso, Diretor-Secretário ANPECI;
  • Randerson Leal, vereador da cidade de Salvador/BA;
  • Arthur Galdino, presidente ANODI;
  • Thales Dourado, Diretor-Geral IBAMETRO;
  • Gildásio Rocha, Diretor de Regulação de Mercado IBAMETRO;
  • Kauê Ambrósio, Coord. De Vistoria e Emplacamento – DETRAN/BA;

Importante, ainda, destacar as presenças do Sr. Eduardo Ribeiro de Oliveira, Coordenador do Programa de Cronotacógrafos, Sr. Hugo Araújo, presidente do IPEM/RN, Sr. Antônio Rocha, diretor-técnico do IPEM/PE, Sérgio Ballerini, presidente ASMETRO, Sra. Alícia Bentes, assessora da Presidência do INMETRO, Sr. Antônio Delfino, do Departamento de Polícia Técnica da Bahia e Sr. Jacob Cabus, também do Departamento de Polícia Técnica da Bahia.

O cronotacógrafo é um equipamento de segurança e sua obrigatoriedade é prevista em Lei, devendo ser verificado a cada dois anos para garantir a idoneidade de suas informações, tratando-se de um instrumento de suma importância para a segurança de nossas estradas e rodovias.

Assim sendo, o evento tem o intuito de debater ideias, apresentar demandas, aprender e conhecer as perspectivas do programa. Apresentamos a seguir um resumo de nosso dia, que foi extremamente produtivo.

Após a composição da mesa, o nosso presidente Murillo Moura deu as boas-vindas aos presentes, agradeceu às autoridades pela sua disponibilidade em atender ao nosso convite e apresentou alguns temas que seriam tratados no decorrer do dia.

Em seguida, um momento de emoção em nosso evento, com o nosso Diretor Secretário, José Augusto Basso, sendo o responsável por prestar homenagem, em nome da ANPECI, ao Ilustríssimo Senhor Sérgio Ballerini, presidente da ASMETRO. O nosso estimado Ballerini teve seu trabalho de décadas em benefício da sociedade brasileira reconhecido por nossa Associação, em agradecimento por sua cidadania e amizade.

Na sequência, antes da fala do Sr. Márcio Brito, as demais autoridades componentes da mesa diretora discursaram brevemente. Em comum a todos estava o sentimento da extrema importância do cronotacógrafo para a segurança de nossas estradas e, como sempre dito pela ANPECI, para a preservação de VIDAS.

A seguir foi dada a palavra ao Presidente do INMETRO, Sr. Márcio Brito. Atento às demandas apresentadas pela ANPECI, sua fala teve ênfase em três pilares: treinamento, fiscalização e no sonhado reajuste de tarifas pleiteado pela ANPECI.

  1. Treinamento: o presidente deseja que sejam feitos treinamentos das autoridades e dos próprios servidores do INMETRO, de forma a garantir a confiabilidade, rastreabilidade e segurança dos equipamentos verificados e, consequentemente, do programa de cronotacógrafos. Nesse sentido, ainda reiterou que está autorizado concurso público para a contratação de 100 (cem) novos servidores para o órgão.
  2. Fiscalização: paralelamente à vontade de vincular o certificado do crono ao CRLV dos veículos, o presidente defende a implantação da chamada “Fiscalização 4.0”, utilizando os meios de tecnologia, com câmeras interligadas à base de dados do INMETRO, como forma de garantir o cumprimento da Lei. Já está em curso esse processo em alguns estados, sendo o último inaugurado no mesmo dia de nossa reunião, na própria Bahia, devendo gerar grandes frutos ao estado, já privilegiado pelo convênio local que vincula o certificado do crono ao CRLV;
  3. Reajuste de tarifas: há 47 (quarenta e sete) meses não são reajustados os valores referentes aos serviços de ensaio e selagem. O presidente está ciente dessa situação, tendo recebido da ANPECI uma sugestão de reajuste de valores ainda no mês de MAIO/23. Compreensivo e solidário ao nosso pleito, o presidente assumiu o compromisso de colocar em prática o reajuste das tarifas no 1º trimestre do ano de 2024.

Após a fala do presidente, falou o Sr. Eduardo Oliveira, Coordenador da CPC. Assim como o presidente, o coordenador frisou sua apresentação em pontos levantados pela ANPECI, também com destaque para a fiscalização e a divulgação de números de ensaios realizados em todo o Brasil. Destacamos, ainda, a comunicação entre INMETRO e FENASEG – Federação Nacional de Seguros Gerais, sugerida pela ANPECI, em reunião presencial no gabinete do presidente em Brasília. A ideia, bem aceita pela FENASEG, é de indicar às seguradoras que só aceitem a contratação de seguros de veículos em dia com a obrigatoriedade de verificação metrológica do cronotacógrafo.

Após o intervalo para almoço, retomamos com quatro importantes apresentações de nossos PATROCINADORES, que colaboraram de forma excepcional para viabilizar um evento de grande qualidade para nossos associados e convidados. Deixamos aqui nosso agradecimento aos senhores André Castro, da ELC Produtos de Segurança, Adriano Macedo, da Labor Engenharia, Edson Souza, da Masterduct, Jadilson Ferreira, da PRIMI Tecnologia Ltda. e Juliano Gonçalves, da Saveline.

Ao final do dia, finalizamos nosso evento certos de que estamos traçando o caminho correto em busca de entendimento com as autoridades e parceiros, bem como tendo cada vez mais a confiança de nossos associados. Agradecemos, pois, a todos que nos honraram com o seu tempo, bem valioso e que buscamos retribuir com muito trabalho e dedicação.

Fonte: ANPECI 02/12/2023

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!