É uma boa ideia levar Pets para a folia de Carnaval?

0
66
Reprodução internet/crmv-ce.org

Carnaval chegando e a alegria da época toma conta. Mesmo para quem não curte tanto a brincadeira nos bloquinhos e clubes, é uma boa hora para viajar e recarregar as energias.

Aqui no Campus do Inmetro, os Protegidos ficam na companhia da equipe de vigilância, e o Grupo de Protetores prepara potes extras de ração para esses dias.

Entre os tutores de Pets, curtir o Carnaval de rua com eles ou viajar demanda cuidados. Principalmente quando se trata de bloquinhos, o assunto divide opiniões, inclusive de especialistas.

Mas uma coisa é certa: manter a segurança e a saúde dos nossos companheiros de 4 patas é fundamental!

Confira o que o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Ceará diz sobre o assunto.

“Com o carnaval chegando e o pré-carnaval correndo à solta, muitos tutores querem levar seus pets às ruas para curtir o período.

Mas, fique esperto! Para que seu animalzinho possa aproveitar com você, é necessário tomar uma série de medidas que prezam pelo bem-estar dele. Veja aqui as dicas de ouro que o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Ceará (CRMV-CE) tem para você.

“A primeira coisa que o tutor precisa ter consciência é sobre os limites individuais de seu animal. Barulho, calor, excesso de informações e pessoas podem trazer estresse ao seu animal e causar problemas de saúde O ideal é que ele esteja em ambientes arejados, que possa se proteger do sol e tenha espaço suficiente para se locomover”, afirma o Presidente do CRMV-CE.

Para garantir a segurança dos pets, o melhor é evitar os bloquinhos que concentram muitas pessoas e, assim, aumentam os risco dos animais serem pisoteados ou até mesmo entrar em contato com lixos que foram descartados no chão.

Cuidado com fantasias e adereços

Naturalmente, animais como cães e gatos já contam com os pelos, que servem de proteção e podem ampliar a sensação térmica. Então, se você vai fantasiar seu pet no período carnavalesco é preciso escolher tecidos finos e leves que não aumentem a temperatura deles e atrapalhem a mobilidade do animal. Não cubra partes importantes do corpo, como ouvidos, olhos e focinho.

Outro fator importante a atentar é para não tingir os pêlos dos animais. Isso pode provocar diversas reações alérgicas e problemas de pele em seu pet.

Cuidado com o sol e o calor

O calor e a temperatura do asfalto são grandes inimigos para o seu amigo de todas as horas.

Se o solo estiver muito quente pode queimar as patinhas, deixando-as desidratadas e com rachaduras, facilitando a entrada de fungos e bactérias, além de deixar o animal com muita dor.

Por isso, sempre preste atenção no comportamento dele. Se ele estiver lambendo-as excessivamente, pode ser um sinal de desconforto.

A exposição excessiva ao sol também pode causar problemas de pele no bichinho, e até casos de câncer de pele. Por isso, prefira sair em horários de menos sol e dê preferência a lugares com grama e sombra.

O calor pode ser ainda pior para raças de cães como o pug e o bulldogs. “Temos que lembrar também que algumas raças sofrem muito com o valor. Os bulldogs, por exemplo, tendem a ter aumento súbito da temperatura corporal, levando a um quadro de hipertermia, problema grave e que precisa de atendimento imediato”, disse o Conselheiro Efetivo do CRMV-CE e especialista em Clínica de Pequenos Animais, Rodrigo Macambira.

O médico-veterinário lembrou, ainda, que temos que alertar também para aqueles pets que não tem costume de fazer exercícios. “O fato de colocarmos os animais em período longos de exercício podem favorecer quadros de dores musculares”, completou Macambira.

Leve seu pet para espaços em que ele possa ter acesso a sombra e que possa se refrescar.

O local é seguro?

Lembre-se sempre antes de sair de casa se está levando meu pet para um lugar seguro. Locais como muita aglomeração, como bloquinhos ou festas noturnas, podem apresentar diversos perigos: o animal de estimação pode fugir e se perder, pisar ou comer algum objeto estranho que está no chão, ser pisoteado, ficar estressado com o barulho e quantidade de pessoas e até ser roubado.

Mantenha-o hidratado

Hidrate-se e mantenha seu pet hidratado também. Sempre tenha em mãos uma garrafinha de água e algum recipiente em que seu animalzinho possa beber água quando tiver vontade.

Preste atenção no barulho

Música alta, crianças e adultos gritando, pessoas cantando, tudo isso pode deixar seu pet agitado e com medo. Em alguns casos, os cães podem começar a latir excessivamente ou até ficarem mais agressivos e tentar fugir. Prefira lugares mais calmos e silenciosos para aproveitar a companhia dele.

Escolha a coleira ideal

Escolha a coleira ideal para garantir que o passeio seja mais agradável e seguro para todos.Existem vários modelos: peitoral, coleira tradicional e até focinheira. Vale lembrar que alguns cães devem usar a focinheira obrigatoriamente, como o mastim napolitano, rottweiler e pitbull.

Mantenha seu pet vacinado e se for preciso, tenha um pet sister!

“A nossa orientação para o seu Pet, dentre essas dicas já mencionadas acima, é que seu Pet esteja com a vacinas e vermífugo rigorosamente em dias”, declarou Maria Alice Gonçalves, Conselheira Efetiva do CRMV-CE e Presidente da Associação Nacional de Clínicos e Veterinários de Pequenos Animais (Anclivepa-CE), reforçando que é preciso cuidar da saúde do seu pet para que ele não transmita doenças para outros.

“Se não tiver com quem deixar o seu Pet em com alguém da família, existe um serviço em domicílio “Dog Sitter” que é a babá de companhia”, completou Maria Alice, informando que “com certeza o melhor para a saúde do seu Pet é o conforto e tranquilidade do seu ambiente”.

Matéria original publicada em: https://www.crmv-ce.org.br/noticias/101094-carnaval-pet-saiba-os-cuidados-que-voce-deve-tomar.html – @ disponível na internet 08/02/2024

00

Carnaval no Campus é sossego, sombra e água fresca!

 

Seja você também um Protetor!

Contamos com suas doações e seu voluntariado nas ações do dia a dia!

Para contribuir com o trabalho dos Protetores de animais do campus, doações de medicamentos, caixas de transporte, coleiras, guias, potes etc., são super bem-vindas! Participe dos bazares e das rifas.

PIX do Protetores: grupoprotetores@gmail.com

Contatos/Informações via whatsapp > 55.21. 98382-7555

Para saber mais, clique no link abaixo e leia as matérias já publicadas:   asmetro.org.br/portalsn/category/protetores-de-animais/ 

·       Seja um voluntário protetor! Procure a Secretaria da ASMETRO-SI ou escreva para grupoprotetores@gmail.com

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!