Inmetro coordena iniciativa de descarbonização do transporte rodoviário

0
89
@agencia brasil/arquivo

Projeto do Inmetro mira no desenvolvimento de tecnologias disruptivas para a transição energética e descarbonização do transporte

]A transição energética no transporte rodoviário entrou na mira de um projeto coordenado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), em parcerias com várias instituições. A meta é clara: usar tecnologias disruptivas para viabilizar um ambiente sustentável que promova a transição para uma frota veicular com maior eficiência energética e menor emissão de gases de efeito estufa (GEE). 

As informações são da agência brasil, que detalhou o projeto anunciado no começo de janeiro e intitulado Descarbonize.ai, ou Sistema Integrado para Análise, Monetização e Descarbonização do Tráfego Veicular. A proposta estabelece a criação de um sistema de conectividade veicular, com foco na redução das emissões de carbono do setor de transporte rodoviário, alinhado às metas de descarbonização que vêm sendo adotadas mundialmente.

Segundo a publicação, o programa vai aplicar nessa etapa R$ 18 milhões em projetos colaborativos entre instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) com empresas da cadeia automotiva e de tecnologia, a fim de gerar soluções de impacto e abrangência. Os recursos para o projeto são do programa Rota 2030, iniciativa do governo federal lançada em 2018, que define normas para a fabricação e a comercialização de veículos nacionais para os próximos 15 anos.

Crédito: Além da Energia -@ disponível na internet 09/02 /2024


Conectividade Veicular: Inmetro no Programa Rota 2030

asmetro.org.br/portalsn/2024/01/04/conectividade-veicular-inmetro-no-programa-rota-2030/


Inmetro anuncia projeto para descarbonização do transporte rodoviário

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) aprovou projeto para o desenvolvimento de um sistema de conectividade veicular com foco na redução das emissões de carbono para o transporte rodoviário. A iniciativa, anunciada nessa terça-feira (3), visa a auxiliar o desenvolvimento de tecnologias de descarbonização para o setor.

Chamado de Descarbonize.ai: Sistema Integrado para Análise, Monetização e Descarbonização do Tráfego Veicular, o programa vai aplicar nessa etapa R$ 18 milhões em projetos colaborativos entre instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) com empresas da cadeia automotiva e de tecnologia, a fim de gerar soluções de impacto e abrangência.

A iniciativa é desenvolvida em parceria com as universidades federais do Rio Grande do Norte (UFRN) e de Pernambuco (UFPE), e com as empresas Embeddo Computação Aplicada, Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWTB), Peugeot Citroen Do Brasil, e FCA Fiat Chrysler.

“A solução abrange a utilização de tecnologias disruptivas como internet das coisas, inteligência artificial e blockchain para viabilizar a geração de ambiente sustentável que promova a transição para uma frota veicular com maior eficiência energética e menor emissão de gases. Nesse contexto, motoristas, gestores de frota, montadoras e corporações em geral são incentivados a adotar iniciativas ecologicamente responsáveis”, informou o Inmetro.

Os recursos para o projeto são do programa Rota 2030, iniciativa do governo federal lançada em 2018, que define normas para a fabricação e a comercialização de veículos nacionais para os próximos 15 anos. 

Agência Brasil de Notícias 09/02/2024

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome!